O Conteúdo do Livro do Êxodo

O Conteúdo do Livro do Êxodo

O livro de Êxodo deriva o seu nome em português não do titulo hebraico (que é simplesmente “ Estes são os nomes” , tirado das primeiras palavras do livro), mas da Septuaginta, a tradução grega do Velho Testamento, feita no Egito no século III antes de Cristo. No entanto, apesar de ser um título recente, é bem apropriado, pois o êxodo ou a saída do povo de Deus é a mensagem central do livro. Êxodo começa com o povo de Israel na condição de escravos indefesos na terra do Egito; apresenta Deus preparando um libertador de maneira discreta, e o seu confronto com Faraó. Segue-se então o violento choque entre o Deus de Israel e os falsos deuses do Egito, quando as pragas se sucedem contra um Faraó obstinado e o Egito que ele domina. O capítulo 12 nos traz a festa da Páscoa, com a morte dos primogênitos do Egito; Israel finalmente parte em liberdade. Este é um dos pontos culminantes do livro, continuando com a travessia do Mar Vermelho e o afogamento do exército de Faraó em suas ondas. O cântico triunfal de Moisés no capítulo 15, celebrando os atos redentores de Deus, é um clímax apropriado para os acontecimentos passados, bem como a transição para os que se seguem. Todavia, isso é apenas metade da história. Como prova de que havia sido redimido, Israel tinha ainda de adorar a Deus no mesmo Monte Sinai em que Moisés, o libertador, recebera sua chamada inicial (3:12). Assim sendo, Israel marcha pelo deserto, dando sequência a seu êxodo, a sua separação da velha vida. O povo precisará de água, alimento, proteção e orientação. Tudo isso Deus lhe dará, mas desde o princípio Israel demonstra claramente sua natureza através de murmurações e rebeliões incessantes. Finalmente, reunido na planície fronteira ao Sinai, em meio a trovões e relâmpagos, o povo ouve a voz de Deus e treme de medo. Lá a aliança é firmada (24:8); lá nasce Israel como nação. Este é o segundo ponto culminante do livro, não apenas na consumação da aliança, mas também na doação da “lei da aliança” que a acompanha. Resumida nos Dez Mandamentos (20), ampliada no “livro da aliança” (21-23), a própria natureza de Deus é expressa em termos morais e as exigências decorrentes são apresentadas a Israel. Escapar dos velhos hábitos será ainda mais difícil que escapar da velha terra, mas pelo menos o caminho certo está bem delineado. Um terceiro ponto culminante ainda está por aparecer, no entanto. Nos capítulos subsequentes, cuidadosa e amorosamente, cada detalhe cheio de rico significado simbólico, vem esboçada a estrutura que futuros tradutores haveriam de denominar “ o tabernáculo” , com toda a sua mobília (25-31). Deus há de habitar entre os homens; uma tenda apropriada para Sua habitação deve ser construída, mas, por enquanto, temos apenas uma planta sacerdotal, simples instruções para uma construção posterior, como no livro de Ezequiel (40-43). Antes que se chegue ao terceiro ponto culminante, todavia, surge um vale. Com Moisés ainda no ápice Continue lendo

Versículos bíblicos sobre amizade

Versículos bíblicos sobre amizade

Não se deixem enganar: “as más companhias corrompem os bons costumes”.(1 Coríntios: 15.33) Introdução: Ter um verdadeiro amigo é uma bênção. Porque, infelizmente, muitas pessoas que se aproximam de nós, verdadeiramente, não são. O amigo é aquele que não diz o que você quer ouvir, mas o que você precisa ouvir. Em nossa caminhada encontraremos muitos que se dirão nossos amigos. Porém é preciso cuidado, porque a grande maioria não será. Se aproximarão de nós por diversos motivos, mas não será uma amizade sincera. Por isso é preciso ficar alerta, pois as más companhias corrompem os bons costumes. Versículos sobre amizade no Antigo Testamento: Provérbios: 17.17:Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão. Salmos: 55.12-13:Se um inimigo me insultasse, eu poderia suportar, se um adversário se levantasse contra mim, eu poderia defender-me.Mas logo você, meu colega, meu companheiro, meu amigo chegado. Provérbios: 19.4:As riquezas granjeiam muitos amigos, mas ao pobre, o seu próprio amigo o deixa. Provérbios: 14.20:O pobre é odiado até pelo seu próximo, porém os amigos dos ricos são muitos. Provérbios: 17.17:Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão Mais versículos sobre amizade no Antigo Testamento: Provérbios: 16.28:O homem perverso instiga a contenda e o intrigante separa os maiores amigos. Provérbios: 19.6:Muitos se deixam acomodar pelos favores do príncipe e cada um é amigo daquele que dá presentes. Provérbios: 27.10:Não deixes o teu amigo, nem o amigo de teu pai, nem entres na casa de teu irmão no dia da tua adversidade, melhor é o vizinho perto do que o irmão longe. Jó: 6.4:Ao que está aflito devia o amigo mostrar compaixão, ainda ao que deixasse o temor do Todo-Poderoso. Salmos: 38.10-11:O meu coração dá voltas, a minha força me falta, quanto à luz dos meus olhos, ela me deixou.Os meus amigos e os meus companheiros estão ao longe da minha chaga e os meus parentes se põem à distância. Provérbios: 27.6:Leais são as feridas feitas pelo amigo, mas os beijos do inimigo são enganosos. Eclesiastes: 4.9-10:É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas.Se um cair, o amigo pode ajudá-lo a levantar-se. Mas pobre do homem que cai e não tem quem o ajude a levantar-se! Versículos sobre amizade nos Evangelhos: João: 15.13:Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. Mateus: 18.32-33:Então o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: “Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste.Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti? Versículos sobre o tema nas Cartas Gerais: Tiago: 4.4:Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Versículos sobre o tema nas Cartas de Paulo: Romanos: 12.10:Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.

A importância da etimologia das palavras

A importância da etimologia das palavras

Etimologia diz respeito à origem e à evolução das palavras. Os alvos da etimologia são: a) recuperar o sentido elementar da palavra em questão e b) descobrir como evoluiu. Às vezes os elementos de uma palavra composta ajudam a revelar seu significado. Pode-se ver isso no caso da palavra “hipopótamo, que deriva de duas palavras gregas: hippos — “cavalo” — e potamos — “rio”. Logo, esse animal é uma espécie de cavalo de rio. A palavra grega ekklêsia, que é normalmente traduzida como “igreja”, vem de ek (“para fora”) e kalein (“ chamar ou convocar”). Por isso, no Novo Testamento passou a significar aqueles que eram chamados a sair do grupo dos ímpios para integrar um conjunto de crentes. O sentido original de ekklêsia era o de uma congregação de cidadãos gregos convocados por um apregoador público para tratarem de assuntos comunitários. O termo grego makrothymia, cuja tradução é “paciência” ou “ longanimidade”, é formado por makros — “longo” — e thymia — “ sentimento” . Na combinação dessas duas palavras o “s” caiu e o significado é o de um sentimento de longa duração, ou seja, controlar os próprios sentimentos por muito tempo. “Paciência” é uma boa tradução. No século XViii, Johann Emesti (1707-1781) advertiu contra o uso da etimologia como método confiável. Ele escreveu o seguinte: O emprego oscilante das palavras, que ocorre em todos os idiomas, dá margem a alterações frequentes de sentido. São poucas as palavras em qualquer língua que sempre conservam [seu] significado elementar. Portanto, o intérprete precisa tomar muito cuidado para não incorrer numa exegese etimológica precipitada, que normalmente engana muito. Pode acontecer de uma palavra que sofreu uma evolução assumir um sentido totalmente diferente do original. A derivação a partir do radical de uma palavra quase nunca serve para se chegar ao seu sentido, pois os significados mudam. Por exemplo, o sentido etimológico de entusiasmo é o de “estar possuído por um deus”. Evidentemente, o sentido hoje é bem diferente do original, formado pelos elementos em e deus. A palavra “adeus” deriva de “Deus o acompanhe!”, mas poucos têm esse sentido em mente quando dizem “adeus” para alguém. O verbo comprar origina-se do latim comparare, mas os sentidos de “comprar” e “comparar” hoje são obviamente muito diferentes. Só é possível entender a conotação atual porque o bom comprador compara os produtos antes de adquiri-los. “Tratante”, no falar de antigamente, não passava de “pessoa que trata de negócios”, mas o caráter desonesto de alguns negociantes (“tratadores”) ocasionou a degeneração de sentido. “Libertino” não passava de “filho de escravo liberto . “Caderno” , do latim quaternum, já não designa a folha de papel dobrada em quatro; nem “ secretário” , o “confidente”, “depositário de segredos” . “Pedagogo” está longe de ser o antigo “escravo que conduzia crianças à escola” . Diante de frases como “Da imbecilidade” de sua natureza não desconfiava, porque conhecia suas forças” , “O povo italiano é um povo hipócrita e “Sinto muito nojo pelo mal que lhe sucedeu”, certamente ficaríamos estupefatos, Continue lendo

Versículos bíblicos de alegria

Versículos bíblicos de alegria

VERSÍCULOS BÍBLICOS DE ALEGRIA A esperança dos justos é alegria, mas a expectação dos perversos perecerá.(Provérbios: 10.28) Introdução: Está muito claro que tudo aquilo que fizermos com o coração alegre, terá um resultado melhor. Porém, não é fácil ficar desta forma todo o tempo. São tantas as mazelas da vida, que muitas vezes o nosso coração se entristece. Mas a Palavra de Deus que toda a tristeza pode terminar em regozijo. E que a tristeza poder durar uma noite, mas, pela manhã, tudo muda. Porque a alegria eterna está sobre os resgatados do Senhor. Sendo assim, relacionamos alguns versículos sobre esse tema. Versículos de alegria no Antigo Testamento: Isaías: 51.11:Os resgatados do Senhor voltarão. Entrarão em Sião com cântico, alegria eterna coroará suas cabeças. Júbilo e alegria se apossarão deles, tristeza e suspiro deles fugirão. Salmos: 30.10-11:“Ouve, Senhor, e tem misericórdia de mim. Senhor sê tu o meu auxílio.Mudaste o meu pranto em dança, a minha veste de lamento em veste de alegria”. Isaías: 61.10:É grande o meu prazer no Senhor! Regozija-se a minha alma em meu Deus! Pois ele me vestiu com as vestes da salvação e sobre mim pôs o manto da justiça, qual noivo que adorna a cabeça como um sacerdote, qual noiva que se enfeita com joias. Provérbios: 15.21:A insensatez alegra quem não tem bom senso, mas o homem de entendimento procede com retidão. Salmos: 30.5:Pois a sua ira só dura um instante, mas o seu favor dura a vida toda. O choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria. Mais versículos sobre alegria no Antigo Testamento: Provérbios: 15.23:Dar resposta apropriada é motivo de alegria e como é bom um conselho na hora certa! Provérbios: 10.28:O que o justo almeja redunda em alegria, mas a esperança do ímpio dá em nada. Salmos: 4.6-7:Muitos perguntam: “Quem nos fará desfrutar o bem? ” Faze, ó Senhor, resplandecer sobre nós a luz do teu rosto!Encheste o meu coração de alegria, alegria maior do que a daqueles que têm fartura de trigo e de vinho. Salmos: 97.11:A luz nasce sobre o justo e a alegria sobre os retos de coração. Provérbios: 14.13:Mesmo no riso o coração pode sofrer e a alegria pode terminar em tristeza. Jó: 20.5:O riso dos maus é passageiro e a alegria dos ímpios dura apenas um instante. Versículos de alegria nos Evangelhos: Mateus: 13.44:O Reino dos céus é como um tesouro escondido num campo. Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o de novo e, então, cheio de alegria, foi, vendeu tudo o que tinha e comprou aquele campo. Lucas: 15.7:Eu lhes digo que, da mesma forma, haverá mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se. João: 16.22:Assim acontece com vocês: agora é hora de tristeza para vocês, mas eu os verei outra vez e vocês se alegrarão, e ninguém lhes tirará essa alegria. Versículos alegria nas Cartas de Paulo: Romanos: 14.17:Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, Continue lendo

A história de Melquisedeque

A história de Melquisedeque

O relato de Gênesis 14.18-20 parece um episódio eminentemente histórico, da mesma forma que o resto do capítulo. A passagem nos fala da existência de um rei sacerdote de Salém (isto é, Jerusalém, com toda a probabilidade) chamado Melquisedeque, o qual achou-se na obrigação de saudar Abraão, que voltava da guerra e do morticínio dos reis da Mesopotâmia, entre Dã e Hobá (v. 15), e fornecer provisões para os soldados fatigados da guerra. Deu-lhe os parabéns pela vitória heróica e derramou uma bênção sobre ele, em nome do “Deus Altíssimo” (’El ‘Ēlyôn) — título jamais aplicado nas Escrituras a alguém que não o próprio Iavé. É óbvio que Melquisedeque era um verdadeiro crente que permanecia fiel ao culto ao autêntico e único Deus (da mesma forma que Jó e seus conselheiros do norte da Arábia, Jetro, sogro de Moisés, e Balaão, vindo de Petor no vale do Eufrates). O testemunho de Noé e de seus filhos evidentemente fora mantido em outras partes do Oriente Médio, além de Ur e Harã. Houve, todavia, um aspecto de grande importância a respeito da maneira como Melquisedeque  foi introduzido na narrativa: seus pais não são mencionados, não havendo declaração alguma a respeito de seu nascimento e morte. A razão dessa falta de informações se torna clara em Hebreus 7.3: “Sem pai, sem mãe, sem genealogia, sem princípio de dias nem fim de vida, feito semelhante ao Filho de Deus, ele permanece sacerdote para sempre”. O contexto esclarece que Melquisedeque entrou em cena como um tipo do Messias, o Senhor Jesus. A fim de salientar essa característica típica desse sumo sacerdote, o registro bíblico omite de propósito a menção de seu nascimento, filiação, parentesco e linha genealógica. Isso não quer dizer que ele não teve pai (pois até o antítipo, Jesus de Nazaré, teve o Espírito Santo como seu Pai — e sua mãe, Maria, é mencionada nos evangelhos) nem que ele jamais nascera (pois até Cristo, em sua forma humana, teve seu natal). É que o aparecimento dramático e repentino de Melquisedeque ficou mais saliente quando ele foi apresentado como porta-voz do Senhor a Abraão, servindo como arquétipo do futuro Cristo, que derramaria bênçãos sobre o povo de Deus. Melquisedeque apresentou-se como precursor ou tipo do grande Sumo Sacerdote, Jesus Cristo, que desempenharia uma função sacerdotal muito mais elevada e eficaz que Arão e os levitas. Isso foi ensinado nos dias de Davi, em Salmos 110.4, referindo-se ao futuro Libertador de Israel: “O Senhor jurou e não se arrependerá: Tu és sacerdote para sempre, segundo a ordem de Melquisedeque”. Hebreus 7.1, 2 salienta as características de Melquisedeque como tipo de Cristo:  1. Melki-sedeq de fato significa “rei da justiça”. 2. Ele era rei de šālēm, que vem da mesma raiz de šālōm, “paz”. 3. É apresentado sem menção de nascimento, filiação ou genealogia, como convém ao tipo do Verbo, o Deus eterno, que não tem começo nem fim, que se encarnou em Jesus de Nazaré. 4. Como o Sumo Sacerdote eterno, segundo a “ordem Continue lendo

Versículos bíblicos sobre trabalho

Versículos bíblicos sobre trabalho

Você comerá do fruto do seu trabalho e será feliz e próspero.(Salmos: 128.2) Introdução: O trabalho dignifica e traz proveito para o homem. É através dele que o ser humano realiza as suas conquistas e prospera. Entretanto, ele não pode ser um fim em si mesmo, pelo contrário, ele deve ser o meio pelo qual os sonhos são realizados. E o crente deve ser exemplo no seu ambiente de trabalho. Cumpridor das suas obrigações, atuando sempre da melhor maneira possível. Mesmo nos momentos de extrema dificuldade. Versículos sobre trabalho no Antigo Testamento: Eclesiastes: 4.9:É melhor ter companhia do que estar sozinho, porque maior é a recompensa do trabalho de duas pessoas. Eclesiastes: 3.13:Descobri também que poder comer, beber e ser recompensado pelo seu trabalho, é um presente de Deus. Provérbios: 14.23:Todo trabalho árduo traz proveito, mas o só falar leva à pobreza. Provérbios: 21.25:O desejo do preguiçoso acaba matando-o, porque as suas mãos recusam trabalhar. Provérbios: 6.6-11:Observe a formiga preguiçoso, reflita nos caminhos dela e seja sábio!Ela não tem nem chefe, nem supervisor, nem governante.E ainda assim armazena as suas provisões no verão e na época da colheita ajunta o seu alimento.Até quando você vai ficar deitado, preguiçoso? Quando se levantará de seu sono?Tirando uma soneca, cochilando um pouco, cruzando um pouco os braços para descansar.A sua pobreza o surpreenderá como um assaltante e a sua necessidade lhe virá como um homem armado. Provérbios: 16.3:Consagre ao Senhor tudo o que você faz e os seus planos serão bem-sucedidos. Eclesiastes: 9.10:O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria. Mais versículos sobre trabalho no Antigo Testamento: Eclesiastes: 15.5:Como saiu do ventre de sua mãe, assim nu tornará, indo-se como veio e nada tomará do seu trabalho, que possa levar na sua mão. Eclesiastes: 4.8:Havia um homem totalmente solitário, não tinha filho nem irmão. Trabalhava sem parar! Contudo, os seus olhos não se satisfaziam com a sua riqueza. Ele sequer perguntava: “Para quem estou trabalhando tanto e por que razão deixo de me divertir? “Isso também é absurdo. É um trabalho muito ingrato. Provérbios: 18.9Quem relaxa em seu trabalho é irmão do que o destrói. Versículos sobre trabalho nas Cartas de Paulo: Efésios: 4.28:O que furtava não furte mais, antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade. 1 Coríntios: 3.8:O que planta e o que rega têm um só propósito e cada um será recompensado de acordo com o seu próprio trabalho. 1 Coríntios: 15.58:Portanto meus amados irmãos, mantenham-se firmes e que nada os abale. Sejam sempre dedicados à obra do Senhor, pois vocês sabem que, no Senhor, o trabalho de vocês não será inútil. 2 Coríntios: 11.27:Trabalhei arduamente, muitas vezes fiquei sem dormir, passei fome e sede, e muitas vezes fiquei em jejum, suportei frio e nudez. 1 Tessalonicenses: 4.11-12:Esforcem-se para ter uma vida tranquila, Continue lendo

Davi era real?

Davi era real?

Alguns estudiosos estão propensos a reconhecer que as esteias de Tel Dã e do rei Mesa tornam plausível que uma figura real chamada Davi tenha existido, contudo ainda insistem que muito do que está registrado na Bíblia acerca de Davi é totalmente imaginário. Mas, os eventos descritos na Bíblia sobre Davi fazem mais sentido se for presumido que Davi é uma pessoa real. Porquanto um crítico possa afirmar que a vitória heróica de Davi sobre um gigante é mera ficção, nada há tão contemporâneo quanto um político pego em adultério e no consequente ato do encobrimento! (vide 2 Sm 11.) Não obstante, ambos os aspectos da vida de Davi são descritos com igual senso de realidade. De fato, nada há sobre Davi que não soe verdadeiro à experiência humana normal. Sua devoção e desejos são retratados em pólos conflitantes, da mesma maneira que no melhor dos homens. Quando sua paixão por Deus se apresenta muito santa (por exemplo, Salmos 23, 42), logo somos lembrados de suas outras paixões que mostram que ele realmente é pecador (SI 32, 51). Luxúria, preguiça, infidelidade, assassinato, orgulho, medo, feudos familiares, fracasso matrimonial — tudo faz parte da história deste rei. Tais elementos desprovidos de idealismo normalmente não são pintados nos retratos de mitos e lendas, e com certeza não naqueles intencionalmente projetados para ser ideais nacionais e progenitores messiânicos. Portanto, o achado de um reconhecimento histórico da “Casa de Davi” — relatado por um inimigo de Israel sem respeito à tradição israelita — , dá apoio material a uma narrativa literária que historicamente já se mostra acreditável. O arqueólogo Bryant Wood resume este adequado entendimento da importância da esteia da Casa de Davi, quando diz: Em nossos dias, a maioria dos estudiosos, arqueólogos e estudiosos bíblicos faria exame muito crítico da precisão histórica de muitas das narrativas da Bíblia, particularmente dos primeiros livros da Bíblia. Quase todos os estudiosos de hoje diriam que qualquer coisa anterior ao período do reino [de Israel] é pura história folclórica e mito, e é neste ponto que a arqueologia bíblica pode representar papel muito importante, porque no campo da arqueologia podemos apresentar evidências novas e dados novos para nos ajudar a entender estas narrativas bíblicas. Não é incomum as descobertas mais recentes da arqueologia destruírem opiniões críticas mais antigas sobre a Bíblia. Muitos estudiosos afirmaram que nunca houve um Davi ou um Salomão, mas hoje temos uma esteia que de fato menciona Davi. No momento, maior porção da estela ainda está faltando do que foi encontrada. Aparentemente, o rei israelita que reconquistara Dã destruiu a “esteia da vitória” do inimigo e usou a pedra como blocos de construção. A maioria destas pedras ainda pode estar enterrada em algum lugar na entrada da cidade antiga. Talvez os arqueólogos em breve venham a descobrir e reunir essas peças perdidas do quebra-cabeça e formar o quadro completo para nós. Até esse dia, os pequenos fragmentos que temos já são suficientes para admoestar os revisionistas históricos a não mitificar os personagens bíblicos, Continue lendo

Versículos bíblicos de agradecimento

Versículos bíblicos de agradecimento

“Quem me oferece sua gratidão como sacrifício, honra-me e eu mostrarei a salvação de Deus ao que anda nos meus caminhos”.(Salmos: 50.23) Introdução: O agradecimento, ser grato, é uma virtude que deveria fazer parte do coração de todo o homem. Estar vivo, com saúde, poder ir e vir é uma bênção, porém as pessoas não entendem isso. Acham que as coisas estarem bem é normal e, precisamos entender, que não é. Vivemos em mundo cheio de maldade e, por isso, simplesmente estar vivo é uma grande bênção. Por isso, devemos agradecer todo o dia a Deus por esta graça. Tudo provém Dele, tudo acontece de acordo com a Sua benevolência e Sua misericórdia. Versículos de agradecimento no Antigo Testamento: 1 Crônicas: 29.13:Agora, nosso Deus, damos-te graças e louvamos o teu glorioso nome. Salmos: 147.7:Cantem ao Senhor com ações de graças, ao som da harpa façam música para o nosso Deus. Salmos: 50.14:Ofereça a Deus em sacrifício a sua gratidão, cumpra os seus votos para com o Altíssimo. Levítico: 22.29:“Quando vocês oferecerem um sacrifício de gratidão ao Senhor, ofereçam-no de maneira que seja aceito em favor de vocês”. Números: 6.24-26:O Senhor te abençoe e te guarde.O Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e te conceda graça.O Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz”. Mais versículos de agradecimento no Antigo Testamento: Salmos: 7.17:Darei graças ao Senhor por sua justiça, ao nome do Senhor Altíssimo cantarei louvores. Salmos: 95.1:Como é bom render graças ao Senhor e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo. Salmos: 92.2:Anunciar de manhã o teu amor leal e de noite a tua fidelidade. Salmos: 100.4:Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor, louvai-o e bendizei o seu nome. Salmos: 107.1:Deem graças ao Senhor porque ele é bom, o seu amor dura para sempre. 1 Crônicas: 16.34:Rendam graças ao Senhor, pois ele é bom e o seu amor dura para sempre. Salmos: 30.11-12:Mudaste o meu pranto em dança, a minha veste de lamento em veste de alegria.Para que o meu coração cante louvores a ti e não se cale. Senhor, meu Deus, eu te darei graças para sempre. Salmos: 106.1:Aleluia! Deem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre. Salmos: 95.2-3:Vamos à presença dele com ações de graças, vamos aclamá-lo com cânticos de louvor.Pois o Senhor é o grande Deus, o grande Rei acima de todos os deuses. Versículos de agradecimento nas Cartas de Paulo: Colossenses: 3.15-17:Que a paz de Cristo seja o juiz em seus corações, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos.Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo, ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria, cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seus corações.Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai. 1 Tessalonicenses: 1.2:Sempre damos graças a Deus Continue lendo

A importância da interpretação gramatical

A importância da interpretação gramatical

Vários fatores destacam a importância de atentar para a gramática bíblica (os significados de palavras e frases e a maneira como são combinadas). A natureza da inspiração Se cremos que a Bíblia foi verbalmente inspirada, então acreditamos que cada palavra nela contida é importante. Talvez nem todas as palavras e frases tenham a mesma importância, mas todas elas têm uma finalidade. Do contrário, por que Deus as teria incluído? A interpretação gramatical é o único método que respeita integralmente a inspiração verbal das Escrituras. Se uma pessoa não acredita que a Bíblia foi verbalmente inspirada, seria uma contradição e no mínimo estranho se ela se preocupasse com os aspectos gramaticais. O objetivo da exegese  O objetivo da exegese bíblica é descobrir o que o texto diz e quer dizer, e não atribuir-lhe outro sentido. Como disse João Calvino: “A primeira preocupação do intérprete é permitir que o autor diga o que ele realmente disse, em vez de lhe impor o que acha que ele devia dizer” , o Os pensamentos são expressados por meio de palavras, e as palavras são os elementos que constituem as frases. Assim sendo, para descobrir os pensamentos de Deus, precisamos estudar suas palavras e como elas são combinadas nas frases. Se negligenciarmos os significados das palavras e a maneira como são empregadas, não teremos como saber quais interpretações são corretas. A afirmação de que é possível atribuir à Bíblia o sentido que se deseja só é verdadeira quando se despreza a interpretação gramatical. O problema da comunicação Já se constatou que um cidadão americano comum usa 30 000 palavras por dia em conversas normais. É muita conversa! Quando mais uma pessoa falar, maior será a probabilidade de ser mal interpretada. Um orador ou escritor pode ser mal interpretado se os ouvintes ou leitores não souberem exatamente o que ele quis dizer com determinada palavra ou frase. Às vezes, numa conversa, uma pessoa diz para a outra: “Ah, eu pensei que você estava querendo dizer isso”. Fica mais fácil comunicar o que se quer dizer acrescentando outras palavras. Nossa meta no estudo bíblico é descobrir com a maior exatidão possível o que Deus quis dizer com cada uma das palavras e frases que colocou nas Escrituras. Para muitos leitores, o problema agrava-se pelo fato de a Bíblia ter sido escrita em outras línguas. Como, então, poderemos conhecer exatamente o significado sem saber hebraico, aramaico e grego? Suponhamos que você abra uma Bíblia escrita em alemão e leia o seguinte: “Denn also hat Gott die Welt geliebt, dass er seinen eingebomen Sohn gab, auf dass alie, die an ihn glauben, nicht verloren werden, sondem das ewige Leben haben” . Se você não souber alemão e quiser conhecer o sentido das palavras, há duas opções. Uma é aprender alemão. A outra é pedir que alguém que saiba alemão traduza a frase para você. Por qualquer uma das alternativas você saberá que se trata de João 3.16. O mesmo acontece com a interpretação bíblica. Nossa intenção é chegar o Continue lendo

Versículos bíblicos de motivação

Versículos bíblicos de motivação

Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, de amor e de moderação.(2 Timóteo: 1.7) Introdução: É muito difícil nos mantermos motivados todo o tempo. Isto acontece porque as mazelas da vida nos prova e, às vezes, fraquejamos. E parece que as coisas funcionam mais ou menos assim, se temos vitória estamos motivados, mas se temos derrota desanimamos. Esta é a lógica do mundo, da qual o cristão deve estar fora. Afinal, ele tem Deus e a certeza de que, apesar de tudo, ele não está sozinho. Sabemos que não é fácil, pois os problemas são muitos. Entretanto, existe uma certeza, de que Deus está no controle de todas as coisas. Versículos de motivação e incentivo no Antigo Testamento: Eclesiastes: 9.10O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria. Deuteronômio: 31.6:Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem fiquem apavorados por causa deles, pois o Senhor, o seu Deus, vai com vocês, nunca os deixará, nunca os abandonará. Jeremias: 29.11:Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro. Salmos: 91.7:Mil cairão ao teu lado e dez mil à tua direita, mas não chegará a ti. Salmos: 37.23-24:Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor e deleita-se no seu caminho.Ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor o sustém com a sua mão. Isaías: 40.28-31:Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos fins da terra, nem se cansa nem se fatiga? É inescrutável o seu entendimento.Dá força ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.Os jovens se cansarão e se fatigarão e os moços certamente cairão.Mas, os que esperam no Senhor renovarão as forças, subirão com asas como águias, correrão e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão. Versículos de motivação e incentivo nas Cartas de Paulo: Filipenses: 4.13:Tudo posso naquele que me fortalece. Romanos: 8.31:Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Filipenses: 3.13-14:Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante.Prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus. 2 Coríntios: 4.16-18:Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia.Pois, os nossos sofrimentos leves e momentâneos estão produzindo para nós uma glória eterna que pesa mais do que todos eles.Assim, fixamos os olhos não naquilo que se vê, mas no que não se vê, pois o que se vê é transitório, mas o que não se vê é eterno. Filipenses: 2.13:Pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de Continue lendo

A origem da família de Abraão

A origem da família de Abraão

A família de Abraão originou-se em Ur, mas depois migrou para Harã, localizada no rio Belique, no extremo norte do Crescente Fértil. Todos partiram para o norte da Mesopotâmia, inclusive Abraão, Naor e Ló. Por isso, estabeleceram-se como um grupo coeso em Padã-Harã, de que Harã era a capital. Ali viveram durante várias décadas, onde lhes nasceram filhos, que foram educados naquele ambiente sírio. Seria de se esperar que Abraão olhasse para trás, para a longa viagem a partir de Harã, como seu segundo lar, de onde ele migrara aos 75 anos de idade (Gn 12.4). Também era natural que ele se referisse aos filhos de seus irmãos como sua “família” (môledeṯ) — conquanto ainda houvesse parentes mais distantes morando em Ur (cf. 12.1). Alguns têm sugerido que Ur a que se refere a Escritura como sendo o lar ancestral da família de Abraão poderia ter se localizado mais perto de Harã, na área de Padã-Harã. Há referências a “Uru” nos tabletes Eblaite, de acordo com Giovanni Pettinato (“BAR Interviews Giovanni Pettinato”, Biblical Archaelogy Review 6, nº 5 [Setembro-Outubro de 1980]: 51), localizada no norte da Mesopotâmia. Mas “Uru” era apenas um termo sumério ou acadiano que significa “cidade”. Se assim for, poderia referir-se a mais de uma região daquela localidade. Gênesis 11.28 diz explicitamente, no entanto, que a cidade de onde veio Abraão era a “Ur dos caldeus”, que se localizava bem perto da linha costeira do golfo Pérsico, nos tempos antigos, a quase 160 quilômetros a noroeste da atual linha costeira. Assim, era suscetível de ser atacada por corsários caldeus de regiões vizinhas, onde hoje se localiza o Kuwait. Assim como a costa leste da Inglaterra finalmente viria a tornar-se conhecida por Danelaw, por causa da crescente infiltração dos víquingues dinamarqueses, Ur tornou-se conhecida por Ur Kaśdîm (à época de Moisés, pelo menos, quando Gênesis foi escrito), por causa do estabelecimento de uma esfera de influência ali, da parte dos caldeus. Portanto, não seria possível que alguma cidade com esse nome, na vizinhança de Harã, viesse a tornar-se submissa a uma hegemonia caldaica, visto que os caldeus jamais penetraram naquela região do Oriente Próximo. (A sugestão de que isso seria reflexo dos cassitas, estabelecidos na Babilônia em 1500-1200 a.C., tem apoio muito escasso. Jamais houve um terceiro radical d anexado ao substantivo Kassi). Fonte: Enciclopédia de Temas Bíblicos Respostas às principais dúvidas, dificuldades e “contradições” da bíblia Gleason Archer Editora : Vida – pgs: 78-79 Aprenda mais sobre as ferramentas importantes na interpretação e elucidação das Escrituras. CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM  HERMENÊUTICA E EXEGESE! Que você possa aprimorar essas duas técnicas, e aplicá-las na busca do conhecimento da Palavra, como diz em João 5.39, “Examinai as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;”

Versículos bíblicos para evangelizar

Versículos bíblicos para evangelizar

Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos. (Mateus: 28.19-20) Introdução: Evangelizar é uma ordenança do Senhor. Ele disse que a Palavra de Deus deveria ser levada “até os confins da terra”. Não faz muito sentido, para o cristão, não compartilhar a Verdade do Evangelho. Por isso, todo o crente deve procurar evangelizar àqueles que não conhecem a Jesus. E mostrar que quem beber dessa água jamais terá sede, pois terá encontrado a vida eterna. Versículos para evangelizar no Antigo Testamento: Isaías: 6.8: Então ouvi a voz do Senhor, conclamando: “Quem enviarei? Quem irá por nós? ” E eu respondi: “Eis-me aqui. Envia-me”! Salmos: 73.26: O meu corpo e o meu coração poderão fraquejar, mas Deus é a força do meu coração e a minha herança para sempre. Jeremias: 29.11-13: Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro. Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim e eu os ouvirei. Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração. 2 Crônicas: 7.14: Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra. Números: 23.19: Deus não é homem para que minta, nem filho de homem para que se arrependa. Acaso ele fala e deixa de agir? Acaso promete e deixa de cumprir? Isaías: 40.31: Aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias, correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam. Versículos para evangelizar nos Evangelhos: Mateus: 10.32-34: Quem, pois, me confessar diante dos homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus. Mas aquele que me negar diante dos homens, eu também o negarei diante do meu Pai que está nos céus. Não pensem que vim trazer paz à terra, não vim trazer paz, mas espada. João: 3.18: Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus. Mateus: 18.1-3: Naquele momento os discípulos chegaram a Jesus e perguntaram: Quem é o maior no Reino dos céus? “Chamando uma criança, colocou-a no meio deles e disse: “Eu lhes asseguro que, a não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no Reino dos céus”. Mateus: 9.37-38: Então disse aos seus discípulos: “A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Peçam, pois, ao Senhor da seara que envie trabalhadores para a sua seara”. Versículos para evangelizar em Atos dos Apóstolos: Atos: 16.31: Eles responderam: Creia no Senhor Jesus e serão salvos, você Continue lendo

Parábola do filho pródigo

Parábola do filho pródigo

Essa parábola faz parte da trilogia de parábolas sobre a redenção registrada no Evangelho de Lucas no capítulo 15. O texto relata o convívio do Pai e de seus dois filhos.O filho mais novo não queria viver mais sob a proteção de seu pai e pediu parte de sua herança, pois não queria mais viver com sua família.O filho mais velho também não valorizava esse convívio, pois para ele era obrigação fazer as coisas e não aproveitava esse relacionamento.Os dois filhos não valorizavam o relacionamento familiar e nessa breve reflexão falarei do Filho pródigo e de seu Pai v.11-12 – Pedi parte de seus bens.O filho mais moço pediu ao pai a parte que lhe caia dos bens.Um homem podia deixar seus bens para seus herdeiros mediante testamento definitivo (cf. Hb 9.16-17), e neste caso, era obrigado pelas estipulações da Lei e o primogênito recebia dois terços da totalidade (Dt 21.17). Mas poderia distribuir dádivas antes de morrer, e isto lhe dava mais liberdade.As regras para a disposição de bens são citadas na Mishna (Baba Bathra 8). Se um homem resolvia fazer doações, normalmente dava o capital, mas retinha a renda, então, já não poderia dispor do capital, mas somente da sua parte nas rendas. Mas quem recebeu o capital nada poderia receber até à morte do doador, ele poderia vender o capital se quisesse, mas o comprador não poderia obter posse dele até à morte do doador.O filho de Siraque considerava que era uma falta de sabedoria repassar os bens cedo demais, e adverte contra tal coisa (Eclo. 33:19-21). Mas sua advertência demonstra que a prática existia.O que há de incomum no pedido do filho é que quis o uso imediato do capital. Este poderia ser dado, e foi dado neste caso, mas era longe de ser comum. v.13 – Pega as suas coisas e vai para uma terra distante gastar os seus bens vivendo dissolutamente.Não queria viver sob a autoridade do pai ele queria viver uma vida displicente.Não queria mais depender do pai e rompe com sua família. (SER INDEPENDENTE DO PAI)Desperdiça seus bens. (CAPITAL HERDADO DO PAI) v.14 – Começa a passar necessidades.Não tem mais dinheiro e começa a passar necessidades. (ELE BUSCOU ESSA SITUAÇÃO) v.15 – Começa a perder sua identidadeAgora pobre e infeliz resolve pedir ajuda ao fazendeiro e pensou que teria ali abrigo, comida e misericórdia, mas ao contrário a oferta que recebeu foi o serviço de cuidar de porcos que era uma profissão indigna para um judeu.(QUEM ELE ERA – QUEM NÓS SOMOS – PERDEU SUA IDENTIDADE)Há um ditado rabínico que diz” Maldito o homem que cria porcos (Baba Kamma 82b) v.16 – Começa a passar fome.Começou a passar muita fome, frio, solidão dia, após dia e ninguém lhe dava nada e teve até desejo em comer as alfarrobas que alimentava os porcos.Alfarrobas- espécie de vagem.Vazio existencial – A Fome e a necessidade o despertou. v.17 – Caindo em si.Caiu em si e percebeu que o pai era bondoso, generoso até mesmo com os trabalhadores. Percebeu que Continue lendo

Versículos bíblicos para a tristeza

Versículos bíblicos para a tristeza

A alegria do coração transparece no rosto, mas o coração angustiado oprime o espírito.(Provérbios: 15.13) A tristeza é um sentimento que se caracteriza pela falta de ânimo e de alegria. Todas as pessoas, pelos mais diversos motivos, num determinado momento de suas vidas, se sentem tristes. Ela varia com relação à sua intensidade, ao tempo e pode levar à depressão. Porém, quem tem Deus em seu coração, sabe que tem a quem recorrer nos momentos difíceis. Sabe que não está só e, apesar, de tudo pelo qual está passando, sabe que terá as suas forças renovadas para seguir em frente. Entre vocês há alguém que está sofrendo? Que ele ore. Há alguém que se sente feliz? Que ele cante louvores. (Tiago: 5.13) Quem morreu não se lembra de ti. Entre os mortos quem te louvará? Estou exausto de tanto gemer. De tanto chorar, inundo de noite a minha cama de lágrimas, encharco o meu leito. Os meus olhos se consomem de tristeza, fraquejam por causa de todos os meus adversários. (Salmos: 6.5-7) Mesmo quando eu andar por um vale de trevas e morte, não temerei perigo algum, pois tu estás comigo, a tua vara e o teu cajado me protegem. (Salmos: 23.4) A minha alma se consome de tristeza, fortalece-me conforme a tua promessa. (Salmos: 119.28) Mesmo no riso o coração pode sofrer e a alegria pode terminar em tristeza. (Provérbios: 14.13) A alegria do coração transparece no rosto, mas o coração angustiado oprime o espírito. (Provérbios: 15.13) Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados. (Mateus: 5.4) Disse-lhes então: “A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem comigo” (Mateus: 26.38) Porque vivemos por fé e não pelo que vemos. Temos, pois, confiança e preferimos estar ausentes do corpo e habitar com o Senhor. (2 Coríntios: 5.7-8) Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. (Efésios: 4.30) Sendo agora revelada pela manifestação de nosso Salvador, Cristo Jesus. Ele tornou inoperante a morte e trouxe à luz a vida e a imortalidade por meio do evangelho. (2 Timóteo: 1.10) Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, ele também participou dessa condição humana, para que, por sua morte, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o diabo e libertasse aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados pelo medo da morte. (Hebreus: 2.14-15) Aquele que semeia com lágrimas, com cantos de alegria colherá. Aquele que sai chorando enquanto lança a semente, voltará com cantos de alegria, trazendo os seus feixes. (Salmos: 126.5-6) O Senhor é a minha força e o meu escudo, nele o meu coração confia e dele recebo ajuda. Meu coração exulta de alegria e com o meu cântico lhe darei graças. (Salmos: 28.7) Não se perturbe o coração de vocês. Creiam em Deus, creiam também em mim. (João: 14.1) Nisso vocês exultam, ainda que agora, por um pouco de tempo, devam ser entristecidos por todo tipo de provação. Continue lendo