Resumo de Livros

Quantas esposas teve Esaú, e quem foram elas?

Quantas esposas teve Esaú, e quem foram elas?

Gênesis 26.34 diz-nos que estando com quarenta anos de idade, Esaú casou-se com duas mulheres hititas — Judite, filha de Beeri, e Basemate, filha de Elom. Visto que Gênesis 36 não menciona o nome da primeira, podemos concluir que ela não lhe deu filhos; não se sabe se morreu jovem ou se era estéril. No entanto, era a esposa número um. A esposa número dois era, conforme mencionado acima, Basemate. Mas Gênesis 36 refere-se a ela como sendo Ada, o que pode significar que esse seria outro Leia mais…

Descobrir o emprego das palavras

Descobrir o emprego das palavras

Como já dissemos, normalmente a etimologia de um termo não ajuda a esclarecer seu significado. Portanto, precisamos descobrir como o autor costuma empregá-la. Essa prática é chamada de usus loquendi (lit., o uso feito por quem fala). Expressando de outra forma, qual era o sentido mais comum da palavra quando o autor a utilizou? A maneira em que ele a empregou dentro de seu contexto quase sempre ajuda a esclarecer o sentido. Isso tem importância especial porque uma palavra abrange sentidos Leia mais…

Descobertas embaixo do monte do Templo

Descobertas embaixo do monte do Templo

Uma das escavações mais empolgantes — e mais controversas — feitas no muro ocidental do monte do Templo foi a que expôs um extenso curso de muro no nível do solo original (15,8 metros abaixo do nível do solo atual). Este trabalho começou em 1968 em conjunto com as escavações de Mazar e continuou até 1982. Em 1985, sob a direção de Dan Bahat, ex-arqueólogo distrital para Jerusalém com a Autoridade das Antiguidades de Israel, o trabalho foi retomado com o nome de escavações do “Túnel Leia mais…

Por que Deus ordenou a circuncisão ?

Por que Deus ordenou a circuncisão ?

Gênesis 17 não nos dá um raciocínio lógico que justifique o estabelecimento desse rito obrigatório para a família e descendentes de Abraão. Deus simplesmente diz: “Terão que fazer essa marca, que será o sinal da aliança entre mim e vocês” (v. 11). Todo e qualquer descendente de Abraão que se recusasse ou conscientemente negligenciasse a circuncisão deveria ser cortado da aliança da graça de Deus (v. 14). Isso significa que a circuncisão era considerada de grande importância por Leia mais…

Construindo o Primeiro Templo

Construindo o Primeiro Templo

O Primeiro Templo foi construído por Salomão, filho do rei Davi, segundo o plano de Deus (1 Cr 28.6). Durante seus últimos anos de vida, Davi providenciou materiais para a construção do Templo fornecidos pela tesouraria real e uma arrecadação angariada entre o povo de Israel (1 Cr 29.1-9). Em seguimento à morte de Davi, Salomão terminou o Templo utilizando primariamente trabalho forçado da população israelita nativa (1 Rs 5.13-16; 2 Cr 2.2). De acordo com a Bíblia, o padrão arquitetônico Leia mais…

O Conteúdo do Livro do Êxodo

O Conteúdo do Livro do Êxodo

O livro de Êxodo deriva o seu nome em português não do titulo hebraico (que é simplesmente “ Estes são os nomes” , tirado das primeiras palavras do livro), mas da Septuaginta, a tradução grega do Velho Testamento, feita no Egito no século III antes de Cristo. No entanto, apesar de ser um título recente, é bem apropriado, pois o êxodo ou a saída do povo de Deus é a mensagem central do livro. Êxodo começa com o povo de Israel na condição de escravos indefesos na terra do Egito; Leia mais…

A importância da etimologia das palavras

A importância da etimologia das palavras

Etimologia diz respeito à origem e à evolução das palavras. Os alvos da etimologia são: a) recuperar o sentido elementar da palavra em questão e b) descobrir como evoluiu. Às vezes os elementos de uma palavra composta ajudam a revelar seu significado. Pode-se ver isso no caso da palavra “hipopótamo, que deriva de duas palavras gregas: hippos — “cavalo” — e potamos — “rio”. Logo, esse animal é uma espécie de cavalo de rio. A palavra grega ekklêsia, que é normalmente traduzida Leia mais…

A história de Melquisedeque

A história de Melquisedeque

O relato de Gênesis 14.18-20 parece um episódio eminentemente histórico, da mesma forma que o resto do capítulo. A passagem nos fala da existência de um rei sacerdote de Salém (isto é, Jerusalém, com toda a probabilidade) chamado Melquisedeque, o qual achou-se na obrigação de saudar Abraão, que voltava da guerra e do morticínio dos reis da Mesopotâmia, entre Dã e Hobá (v. 15), e fornecer provisões para os soldados fatigados da guerra. Deu-lhe os parabéns pela vitória heróica e Leia mais…

Davi era real?

Davi era real?

Alguns estudiosos estão propensos a reconhecer que as esteias de Tel Dã e do rei Mesa tornam plausível que uma figura real chamada Davi tenha existido, contudo ainda insistem que muito do que está registrado na Bíblia acerca de Davi é totalmente imaginário. Mas, os eventos descritos na Bíblia sobre Davi fazem mais sentido se for presumido que Davi é uma pessoa real. Porquanto um crítico possa afirmar que a vitória heróica de Davi sobre um gigante é mera ficção, nada há tão contemporâneo Leia mais…

A importância da interpretação gramatical

A importância da interpretação gramatical

Vários fatores destacam a importância de atentar para a gramática bíblica (os significados de palavras e frases e a maneira como são combinadas). A natureza da inspiração Se cremos que a Bíblia foi verbalmente inspirada, então acreditamos que cada palavra nela contida é importante. Talvez nem todas as palavras e frases tenham a mesma importância, mas todas elas têm uma finalidade. Do contrário, por que Deus as teria incluído? A interpretação gramatical é o único método que Leia mais…

A origem da família de Abraão

A origem da família de Abraão

A família de Abraão originou-se em Ur, mas depois migrou para Harã, localizada no rio Belique, no extremo norte do Crescente Fértil. Todos partiram para o norte da Mesopotâmia, inclusive Abraão, Naor e Ló. Por isso, estabeleceram-se como um grupo coeso em Padã-Harã, de que Harã era a capital. Ali viveram durante várias décadas, onde lhes nasceram filhos, que foram educados naquele ambiente sírio. Seria de se esperar que Abraão olhasse para trás, para a longa viagem a partir de Harã, Leia mais…

Parábola do filho pródigo

Parábola do filho pródigo

Essa parábola faz parte da trilogia de parábolas sobre a redenção registrada no Evangelho de Lucas no capítulo 15. O texto relata o convívio do Pai e de seus dois filhos.O filho mais novo não queria viver mais sob a proteção de seu pai e pediu parte de sua herança, pois não queria mais viver com sua família.O filho mais velho também não valorizava esse convívio, pois para ele era obrigação fazer as coisas e não aproveitava esse relacionamento.Os dois filhos não valorizavam Leia mais…

Achados do período do Primeiro Templo

Achados do período do Primeiro Templo

Apesar destas considerações sobre a escassez de restos de materiais, em ocasiões excepcionais ao mandamento tais evidências são descobertas. Uma exceção à lei contra imagens esculpidas foi um óstraco proveniente de Ramote Raquel, da Idade do Ferro, que trazia pintado a figura de um indivíduo sentado num trono. O arqueólogo israelita Gabriel Barkay propôs que este poderia ser um quadro de Ezequias, rei de Judá. Outrossim, enquanto que os documentos em papiro são perecíveis, os selos Leia mais…

Como a organização militar e a estrutura social influem na interpretação das passagens bíblicas

Como a organização militar e a estrutura social influem na interpretação das passagens bíblicas

Organização militar  1. Por que Habacuque diz que os babilônios, “ … amontoando terra, as [cidades] tomam” (Hc 1.10)? Isso não quer dizer que eles juntavam entulho. A referência é à construção de rampas de terra junto a muralhas. Como muitas cidades eram edificadas no alto dos montes, a única forma de o inimigo atacá-las era amontoando terra e destroços para diminuir a diferença de nível. 2. Por que Paulo afirmou, em 2 Coríntios 2.14, que Deus “em Cristo sempre Leia mais…