Como Orar?

A oração é o meio para que possamos receber aquilo que Deus de antemão já providenciou nos céus para suprir as nossas necessidades aqui na terra. A Palavra de Deus nos diz que Ele já”nos abençoou com toda sorte de bênção espiritual nas regiões celestiais em Cristo” (Efésios 1.3). Quando oramos ao Pai em Nome de Jesus somos atendidos (I João 5.14-15; João 16.23). Por que em Nome de Jesus? Veja o que diz a Palavra de Deus: “Não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4.12); “Porquanto há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem.” (I Timóteo 2.5). O que “ativa” a oração, digamos assim, é o Nome de Jesus. No Nome de Jesus, os demônios são expulsos,  os enfermos são curados (Marcos 16.17-18).

Bem, e, se alguém orar em nome de outro deus, ou de outra pessoa, ou de outra coisa qualquer? Está escrito: “Do nome de outros deuses nem vos lembreis, nem se ouça de vossa boca” (Êxodo 23.13). Para se conseguir uma audiência com uma autoridade, existem pré- requisitos a serem atendidos, e Deus estabeleceu requisitos para que a oração seja atendida, e o principal desses requisitos é orar em Nome de Seu Filho, Jesus Cristo, Senhor nosso.

Orar não é apenas pedir, mas antes, é uma conversa, um relacionamento pessoal com o nosso Pai Celestial. Mas, para termos este relacionamento pessoal, é necessário ter em si a justiça de Deus. Em Provérbios 15.29 está escrito: “Longe está o Senhor dos ímpios, mas ouve a oração dos justos.” e “muito pode a oração de um justo em seus efeitos” (Tiago 5:16). Esta justiça nós a temos quando recebemos a Jesus Cristo como nosso único e suficiente Salvador e Senhor.

A base da justificação é a obra redentora de Jesus Cristo. “Àquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós, para que nele fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Co 5.21). “Por meio dele todo o que crê é justificado” (At 13.39). Por conseqüência, é pela obra de Cristo, e não pelas nossa próprias obras ou méritos, que nós somos justificados. E assim, a nossa oração se torna poderosa e eficaz.
Se você está disposto a renunciar as suas próprias tentativas de ser justo diante de Deus, e aceitar a justiça de Deus, pela fé em Jesus, e passar a ter um relacionamento pessoal com Ele, você pode orar assim: “Senhor Jesus, renuncio a mim mesmo, e declaro que creio que o Senhor morreu, foi sepultado, e ressuscitou para que eu fosse salvo, feito justo diante de Deus. Senhor, recebo isso. Recebo o poder de ser feito filho de Deus pela fé em Ti. Perdoa os meus pecados, e escreve o meu nome no Livro da Vida.  Amém.


teologia 728x90