O que é Teologia?

Teologia

 

teologia 728x90

 

[Teologia ][Theologĭa] [θεολογία]  

Antes de dizermos para que serve a Teologia ou mesmo explicar a sua funcionalidade, precisamos entender de fato o real significado da palavra “Teologia“. Etimologicamente, o termo em destaque tem origem no latim “theologĭa“, esse termo, por sua vez, provém de dois termos em grego; ou seja, do binômio formado por “θεóς [theos]:(divindade/Deus) e “λόγος” [logos] do grego antigo λέγω [légō] ;principais acepções: (“estudo, tratado, ciência, ‘verbo’, palavra, expressão, conceito, discurso, razão, ideia…)

"É o estudo e o discurso sobre Deus." (Prof. Marcos Fernando da Silva)

Teologia/Definição

Assim, Teologia é uma exposição crítica da ciência de Deus, de seus atributos e das relações entre Deus e o cosmo e o ser humano. O Eterno criou os céus e a terra, e o homem conforme a sua imagem e semelhança (Cf. Gn 1.26)  . Ele quer se relacionar com o ser humano. O Criador deseja ter relações com sua criação e o ser humano mortal tem condições de se aproximar e ter contato com o Eterno.  

(Prof. Marcos Fernando da Silva)

E para outros?

“A teologia não é nada mais do que a gramática da língua do Espírito Santo.”

(Martinho Lutero).

O suíço Karl Barth, o maior teólogo do século XX, definiu a Teologia como um “falar a partir de Deus“.

teologia é a graça de Deus para nós“. (adaptado(Jacó Armínio). 

Agostinho de Hipona definiu o termo Latino equivalente, theologia, como “raciocínio ou discussão sobre a Deidade“;

Qual o propósito?

O propósito essencial e objetivo da Teologia é nos direcionar e fazer-nos conhecer a natureza pessoal do Eterno e conhecermos a Sua vontade para com o ser humano (Cf. Pv 19.21/ Cf. Rm 12.2).

O que todos deveriam saber?

Estudar teologia é nos achegarmos o mais próximo possível daquilo que podemos conhecer e entender limitadamente a cerca de Deus, haja vista que jamais nenhuma teologia irá explicar Deus e seus desígnios completamente. (Cf. Sl 73.24 ). Pois Deus é eterno, ilimitado e infinitamente maior do que somos, achamos ou pensamos. (Deus é tudo e um pouco mais!). (Cf. Rm 11.33-36)

 

Sabemos tudo? Não!

Destarte, toda e qualquer tentativa de ir além será limitada ao que podemos conhecer. (Cf. Dt 29.29). Vamos nos contentar com o que temos em mãos (Bíblia) e com as experiências espirituais que ao longo do tempo vamos adquirindo. (Cf. 2 Tm 3.16-17). E quem quiser ir além das Escrituras e entrar no campo das especulações ,falaciosamente, irá falhar e tal ação será debalde (em vão). (Cf. 1 Co 4.6). Contudo, tenhamos a convicção e firme esperança que um dia Ele irá nos revelar tudo aquilo que o olho não viu nem o coração foi capaz de sentir! (Cf. 1 Co 2.9-16).


Qual a fonte de estudo da Teologia?

Ou mesmo, como podemos estudar Deus?

Através de sua maior revelação! Qual?  A Bíblia, as Sagradas Escrituras, é a verdadeira fonte de estudo sistêmico da doutrina de Deus. (Cf. 2 Timóteo 3.16).

Segundo Claudionor Corrêa “A teologia tem como base a revelação de Deus que se acha na Bíblia Sagrada, a revelação natural e a experiência religiosa. Em sua sistematização, utiliza-se da lógica e de outras metodologias para fins didáticos”. (Dicionário Teológico; CPAD, 2008, p.339)

Não foi à toa que Jesus enfatizou dizendo que  “erramos em não conhecer as Escrituras e nem o poder de Deus”. (Cf. Matheus 22.29).  


Como podemos O conhecer?

Segundo João Calvino, nós pudemos conhecer o Eterno somente porque o mesmo se revelou a nós de quatro maneiras:

“Não podemos conhecer a Deus em sua essência, mas somente na medida em que ele se dá a conhecer a nós. Existe um duplo conhecimento de Deus: como criador e como redentor. Todo ser humano é essencialmente uma criatura religiosa, tendo em si a “semente da religião”. Deus se revela não só através desse senso inato de si mesmo, mas também através das maravilhas da criação.” (Fonte: George, Timothy. Teologia dos reformadores. São Paulo: Edições Vida Nova, 1994.)


Isto é, podemos conhecê-Lo através de quatro maneiras:

1. Deus se revelou através das obras da criação (Sl 19.1-6)

2. Deus se revelou através da nossa consciência (Rm 2.14,15) 

3. Deus se revelou através da sua Palavra (Sl 19.7-10) 

4. Deus se revelou através do seu Filho Unigênito (Jo 1.18)


O que se estuda na matéria de Teologia?

Teologia estuda o seguinte sobre Deus:

  • Sua personalidade;
  • Seus atributos naturais e morais;
  • Sua existência;
  • Sua eternidade;
  • Sua santidade;
  • Sua misericórdia;
  • Sua graça;
  • Seu amor;
  • Sua espiritualidade;
  • Sua imutabilidade;
  • Seus nomes;
  • Sua retidão;
  • Sua providência;
  • Sua paternidade;
  • Sua subsistência (A Trindade)

Ainda que os termos “Teologia” “Trindade” não constem na Bíblia não quer dizer que não existam. Todavia, eles são Bíblicos em seu caráter.


O que não deveríamos fazer teologicamente?

  • Usar a teologia para se amostrar
  • Usar a teologia de forma equivocada
  • Usar a teologia para enganar as pessoas
  • Usar a teologia para humilhar as pessoas

Por que muitos evitam e são levados por alguns a ter aversão a Teologia?

Infelizmente alguns irmãos/irmãs ainda tem receio de se estudar um curso teológico. As principais justificativas infundáveis são:

  • Quem faz teologia poderá se desviar dos caminhos do senhor;
  • Quem faz teologia não ora mais, fica frio e egoísta;
  • Quem faz teologia não agrada a Deus, pois Jesus nunca falou nem fez teologia. (essa é a mais absurda! Eu já ouvi isso diversas vezes);
  • Quem faz teologia pode trazer discórdia;
  • Quem faz teologia poderá perder a graça de Deus.

(OBS: Creio que quem faz teologia vai incomodar na verdade aqueles que não fizeram e deveriam fazer… [Vale lembrar que há muita gente que sofre de espírito de inferioridade e falta de humildade] ”recomendo não revelar que você fez teologia”.‘Vá por mim’!)

Por que alguns líderes não querem que suas ovelhas estudem teologia? Hipoteticamente:

  • Acham que as ovelhas não iriam entender, gostar ou ser útil.
  • Tem medo que suas ovelhas conheçam certas verdades, abram os olhos e comecem a questionar, ignorar e não concordar com o que a ideologia da igreja prega e segue!

São tantas idiotices, justificativas inúteis e equivocadas! Pois quando se estuda ou se faz um curso sistemático de Teologia, na verdade, nos aproximamos mais de sua palavra, de sua mente e/ou do próprio Deus! E não o contrário como muitos  desatualizados, imaturos e fanáticos propagam.

Entretanto, sabemos que tem alguns irmãos que gostam e fazem questão de se amostrar, humilhar ou querer aparecer! Humildadeconsideração e respeito ficam bem longe, pois o ego, a prepotência e a autossuficiência cegam esses tipos de pessoas que na verdade não deveriam ter feito algo apenas pensando em si e só para se beneficiar.Devemos fazer algo para o benefício do próximo também.

  • (Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. 1 Timóteo 4:15)
  • (Ninguém busque o proveito próprio; antes cada um o que é de outrem. 1 Coríntios 10:24)
  • (Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem. Efésios 4:29)

Deveríamos seguir sempre esses princípios.


Qual a realidade teológica hoje no ministério em geral?

Infelizmente hoje o cenário de líderes a frente da igreja de Cristo no que tange a questão da (in)formação teológica é, ainda, precária, mínima e negligente! Já foi pior! Quando digo (in)formação teológica falo de dois tipos/grupos de ação/pessoa; a ação de se informar e a ação de se formar. É fato saber que nem todos tem condições de entrarem numa faculdade/curso de teologia. Deveriam!

Contudo, a culpa não é só deles, mas também dos homens que os chamam e consagraram para o ministério e não preparam cabivelmente e dignamente como deveriam! Isto é, não deram o apoio devido. Apenas os entregaram/deixaram na igreja! (Se virem!) Aí vemos o que acontece com a obra de Deus. Em situações críticas e urgentes, podemos ver pessoas que nem se quer sabem ler direito, entender muito menos e, apologeticamente, defender a veracidade textual nem chegam perto! Caótico! Aí vem com uma frase, pseudo bíblica, que é dilema de muitos preguiçosos, acomodados e negligentes:

Deus não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos.

[Você talvez já fez parte desse coro!]

Tais proclamadores de tal frase, usam sempre que podem para justificar que não precisam de estudoinformação ou formação teológica para estarem a frente da Igreja ou outra função. Mas a verdade seja dita, usam esse “hino” como defesa, já que não querem investir em si mesmos com aulas, cursos, palestras, pregações, capacitações, treinamentos ou compra de materiais teológicos etc. Vivem, infelizmente, escondidos atrás desta frase que nem bíblica é, mas insistem achar que é. Tal comodismo e citações chega até chatearentristecer e magoar profundamente aqueles que se esforçam e dedicam arduamente sem olhar limites ou dificuldades (pois desejam fazer a obra/trabalho com amor, segurança, sem ter do que se envergonhar e conteúdo na ponta da língua) já que para eles não precisamos buscar conhecimento, pois Deus capacita!

Anteriormente, falei que não sabem entender! Pois é, essa frase que está sendo analisada não consta/existe na Bíblia e foi usada apenas uma parte dela! Quem disse a frase? Albert Einstein.

Deus não escolhe os capacitados capacita os escolhidos. Fazer ou não fazer algo só depende de nossa vontade e perseverançaAlbert Einstein.

(Um texto fora de contexto é pretexto para heresia).

Percebeu a adulteração da frase agora? Simplesmente retiraram a parte final da frase (o que deveríamos fazer) e deixaram apenas a parte Divina (o que Deus faz).

O que deve ficar bem claro aqui é que Deus pode escolher tanto os capacitados como também os não capacitados,  o mesmo escolhe pelo coração e não por suas virtudes. Não se deveria se apoiar em pensamentos como esse que tem o poder de fazer as pessoas se acomodarem, relaxarem e pensarem que não é necessário fazer nada. Tremendo engano! Temos que esperar do verbo esperançar! Ou seja, agir, planejar e por as mãos na obra! Pagar o preço! Visto que nenhum conhecimento ou capacidade irá cair do céu não! “Procura, apresentar-te a Deus como obreiro aprovado que não tem de que se envergonhar, mas que maneje bem a Palavra da Verdade” (2 Tm 2:15). Se todos os que estão liderando hoje o trabalho eclesiástico passassem pelo teste desse versículo, garanto que grande parte não ficaria mais assumindo uma missão que talvez não lhe pertence, simplesmente por que anos atrás alguém falou que você foi escolhido por Deus! será mesmo? Quem é ou foi chamado por Deus não precisa viver dizendo que é ou foi chamado por Deus o tempo todo nos púlpitos da vida! Faça essa reflexão!Pelos frutos os conhecereis! Jesus disse: “A qualquer que muito foi dado, muito se lhe pedirá…” (Lc 12.48) Tudo que fizermos ainda será insignificante a ser comparado ao que ganhamos de graça, a salvação! Porém, o mínimo que você fizer será importante! (Js 1.1-6/ Pv 6.6).

 


Quais os benefícios de se estudar Teologia?

Através da Teologia poderemos: conhecer, amar e obedecer ao nosso Deus e, consequentemente, nossas vidas serão abençoadas! Já que primeiro o conhecemos para depois amá-lo, e segundo o amamos para depois obedecê-lo.

PERCEBEU PRA QUE TEOLOGIA? ESPERAMOS QUE SIM!


Como se estuda Teologia?

Bem, para surpresa de alguns, Teologia se estuda através da Bíblia. Sendo assim, quem tem o hábito, costume ou rotina de ler, estudar e pesquisar na Bíblia, na verdade está estudando a fonte da Teologia(As Sagradas Escrituras).


Podemos estudar Teologia de três formas:


 

Há várias formas/maneiras de se estudar a Bíblia sem se preocupar com temas específicos da Teologia, através do:

  • Método devocional;
  • Método por resumo de capítulos;
  • Método da qualidade de caráter;
  • Método temático;
  • Método biográfico;
  • Método por tópicos;
  • Método morfológico;
  • Método histórico-cultural e contextual
  • Método investigativo;
  • Método analítico de capítulo;
  • Método sintético;
  • Método analítico de versículo por versículo;

II

Há também, outra maneira de se estudar Teologia, através de livros ou cursos sistemáticos. De maneira mais organizada e focada, podemos usar livros específicos,  vejamos alguns aleatoriamente:

  • Teologia sistemática de Eurico Bergstén;
  • Teologia sistemática de Norman Geisler;
  • Teologia sistemática de Charles Finney;
  • Teologia sistemática de Stanley Horton;
  • Teologia sistemática de Franklin Ferreira;
  • Teologia Sistemática de  Wayne Grudem;
  • Teologia Sistemática de Alister McGrath;
  • Teologia Sistemática de Millard J. Erickson;
  • Teologia Sistemática de Louis Berkhof;
  • Teologia Sistemática de Lewis Sperry Chafer;
  • Teologia Sistemática de Paul Tillich;
  • Teologia Sistemática Pentecostal;

III

E, por fim, podemos fazer uma faculdade teológica (presencial ou EAD) ou algum curso teológico a distância EAD.  Não se tem desculpas hoje para não se fazer um curso como esse. Quem de fato ama a Palavra e deseja se aprofundar mais e mais não medirá esforços! Aí então, honrará o:

Buscai  em primeiro lugar o reino…” ( Mt 6.33);

”se ministério, dediquemo-nos ao ministério; ou o que ensina esmere-se no fazê-lo” (Rm 12.7);

“antes crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.” (2 Pe 3.18)


Qual a relevância histórica da Teologia?

Teologia, no passado, já foi considerada/classificada como sendo a “rainha das matérias universais“, por pesquisar e estudar sobre o maior de todos os mistérios do Cosmo – Deus. E por ser, também, considerada um dos cursos universitários mais antigos da história acadêmica. Sem falar que a Teologia é a única ciência, até hoje, que tem um discurso racional do começo até o fim. É importante destacar que os primeiros cursos universitários eram: TeologiaFilosofia e Direito. Lamentavelmente, hoje em dia o curso de teologia é visto com outros olhares preconceituosos e sofre toda a discriminação pela comunidade científica, devido a extrema secularização das universidades. Tal “teofobia” é pelo fato da Teologiaestar interligada à religião e vai de encontra com alguns argumentos e teorias científicas.


Verdades Práticas

“Há certamente algo errado com a vida espiritual de um estudante deteologia que não estuda” – B.B. WARFIELD.

“O conhecimento de todas as ciências não passa de fumaça quando separadas da ciência de Cristo” – JOÃO CALVINO.


Reflexão

Romanos 11:36
Porque dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. A Ele seja a glória perpetuamente! Amém.


Artigo produzido por:  Prof. Marcos Fernando da Silva