Versículos bíblicos sobre política

Versículos bíblicos sobre política

Escolham homens sábios, criteriosos e experientes de cada uma de suas tribos e eu os colocarei como chefes de vocês.(Deuteronômio: 1.13) Introdução: Política, podemos dizer, que se trata da arte ou ciência da organização, da direção e administração de Estados e Nações (Fonte: Wikipédia). Sendo assim, temos condições de afirmar que quem faz política, chama-se político. E o que temos visto, é que muitos desses políticos exercem seus cargos sem nenhum temor a Deus. Por conta disso, acabam se perdendo, pois aquele que não teme ao Senhor, em algum momento acabará pagando a conta. Sendo assim, relacionamos alguns versículos que tratam desse tema, muito importante para todos nós: Versículos sobre política no Antigo Testamento: O rei que exerce a justiça dá estabilidade ao país, mas o que gosta de subornos o leva à ruína. (Provérbios: 29.4) É Deus quem julga: Humilha a um, a outro exalta. (Salmos: 75.7) Erga a voz em favor dos que não podem defender-se, seja o defensor de todos os desamparados. (Provérbios: 31.8) Erga a voz e julgue com justiça, defenda os direitos dos pobres e dos necessitados. (Provérbios: 31.9) Poderá um trono corrupto estar em aliança contigo? Um trono que faz injustiças em nome da lei? (Salmos: 94.20) Eles planejam contra a vida dos justos e condenam os inocentes à morte. (Salmos: 94.21) Mas o Senhor é a minha torre segura, o meu Deus é a rocha em que encontro refúgio. (Salmos: 94.22) Fará cair sobre eles os seus crimes, e os destruirá por causa dos seus pecados, o Senhor, o nosso Deus, os destruirá! (Salmos: 94.23) Mais versículos sobre política no Antigo Testamento: O Deus de Israel falou, a Rocha de Israel me disse: ‘Quem governa o povo com justiça, quem o governa com o temor de Deus. (2 Samuel: 23.3) É como a luz da manhã ao nascer do sol, numa manhã sem nuvens. É como a claridade depois da chuva, que faz crescer as plantas da terra. (2 Samuel: 23.4) A justiça engrandece a nação, mas o pecado é uma vergonha para qualquer povo. (Provérbios: 14.34) Os pecados de uma nação fazem mudar sempre os seus governantes, mas a ordem se mantém com um líder sábio e sensato. (Provérbios: 28.2) Quando os justos florescem, o povo se alegra; quando os ímpios governam, o povo geme. (Provérbios: 29.2) Como um leão que ruge ou um urso feroz é o ímpio que governa um povo necessitado. (Provérbios: 28.15) O governante sem discernimento aumenta as opressões, mas os que odeiam o ganho desonesto prolongarão o seu governo. (Provérbios: 28.16) Não blasfemem contra Deus nem amaldiçoem uma autoridade do seu povo. (Êxodo: 22.28) Por meu intermédio os reis governam, e as autoridades exercem a justiça. (Provérbios: 8.15) Também por meu intermédio governam os nobres, todos os juízes da terra. (Provérbios: 8.16) Como é feliz a nação que tem o Senhor como Deus, o povo que ele escolheu para lhe pertencer! (Salmos: 33.12) Versículos sobre política nos Evangelhos: Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda Continue lendo

O Obelisco Negro de Salmaneser III — Retrato de um rei israelita

O Obelisco Negro de Salmaneser III — Retrato de um rei israelita

Uma das mais excitantes descobertas já feitas em arqueologia bíblica foi uma enorme pedra negra extraída de um buraco cavado na antiga cidade assíria de Calah (moderna Ninrode) em 1845. Esta pedra, porém, quase não foi desenterrada. O arqueólogo inglês Henry Layard havia sido aconselhado por seus trabalhadores a desistir e fechar o buraco. Era inverno, o chão estava extremamente frio e duro, e o difícil trabalho de cavar valas para descobrir artefatos havia provado ser inútil. Layard não queria desistir, mas se comprometeu a pedir a seus homens que trabalhassem por somente mais um dia. Eles não tiveram que esperar tanto! Quase imediatamente depois que os homens reassumiram o trabalho eles bateram numa enorme pedra, que agora sabemos ser um dos mais importantes documentos assírios relacionados ao Antigo Testamento. A pedra era um bloco de calcário polido com quatro lados (obelisco) medindo 2 metros. Em cada lado do obelisco estavam esculpidos cinco registros de esculturas em relevo demonstrando várias cenas de tributos sendo trazidos à corte assíria. Além disso, acima e abaixo dos painéis em todos os lados havia quase 200 linhas de texto cuneiforme. Logo que o texto cuneiforme foi traduzido descobriu-se que ele catalogava 31 campanhas militares do monarca assírio Salmaneser III. As esculturas em relevo detalhadas de tributo e pagadores de tributos mostravam belamente muitos estilos diferentes de roupa, artigos caros e até animais exóticos para o zoológico assírio. Todavia, a grande surpresa foi que as linhas acima de um registro que mostrava uma figura de joelhos diante do rei da Assíria foi traduzida: Tributo de Jeú, filho de Onri. Prata, ouro, vasos de prata, taças de ouro, cálices de ouro, caixas com ouro, recipientes, cetros para a mão do rei [e] dardos, [Salmaneser] recebeu dele. Aqui, pela primeira vez em qualquer artefato arqueológico, estava um retrato de um dos reis de Israel! De acordo com a Bíblia (2 Rs 9-10; 2 Cr 22.7-9), Jeú, um comandante no exército do rei Jorão, foi “escolhido pelo Senhor” para suceder o trono israelita. Instruído pelo profeta Eliseu para matar Jorão, ele tornou-se o governante de Israel de 841-814 a.C. Ele serviu como instrumento final de Deus contra a casa do ímpio rei Acabe (incluindo a infame rainha Jezabel), e erradicou da terra o culto idólatra a Baal. No relato bíblico, porém, não há menção do rei Jeú pagando tributo à Assíria como descrito no obelisco. A Bíblia fala realmente que Jeú, quase ao final de seus 28 anos de reinado, foi relapso na responsabilidade real de manter a lei de Deus (2 Rs 10.31) e, ao invés disso, seguiu novamente o culto henoteísta instituído por Jeroboão (veja 1 Rs 12.28-29). Por causa disso, o Senhor removeu a proteção de Israel e inimigos estrangeiros começaram a invadir e conquistar partes da terra (2 Rs 10.32-33). A fraqueza de Israel neste ponto pode ter influenciado Jeú a buscar a proteção da Assíria. Uma vez que a hegemonia assíria foi imposta, Israel teria sido sujeito a pagar tributo (cf. 2 Rs Continue lendo

Versículos bíblicos sobre fortalecimento

Versículos bíblicos sobre fortalecimento

Por isso não tema, pois estou com você, não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei. Eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa. (Isaías 41:10) Tendo em vista as mazelas da vida, muitas vezes fraquejamos e nos sentimos perdidos. As circunstâncias difíceis acabam por ofuscar a nossa esperança e vamos minguando. Nesses momentos, chegamos até a questionar aonde se encontra Deus e porque tudo isso acontece. A resposta é que Deus está no controle de todas as coisas e jamais nos abandona. Muito embora em nosso desespero, cheguemos a pensar que estamos completamente sós. Versículos de fortalecimento no Antigo Testamento: Pois eu sou o Senhor, o seu Deus, que o segura pela mão direita e lhe diz: Não tema, eu o ajudarei. (Isaías 41:13) Assim diz o Senhor, aquele que o fez, que o formou no ventre, e que o ajudará: Não tenha medo, ó Jacó, meu servo, Jesurum, a quem escolhi. (Isaías: 44.2) Pois derramarei água na terra sedenta, e torrentes na terra seca. Derramarei meu Espírito sobre sua prole, e minha bênção sobre seus descendentes. (Isaías: 44.3) Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois, o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar. (Josué 1:9) Mas agora assim diz o Senhor, aquele que o criou, ó Jacó, aquele que o formou, ó Israel: Não tema, pois eu o resgatei, eu o chamei pelo nome, você é meu. (Isaías: 43.1) Mais versículos de fortalecimento no Antigo Testamento: Quando você atravessar as águas, eu estarei com você, e, quando você atravessar os rios, eles não o encobrirão. Quando você andar através do fogo, você não se queimará, as chamas não o deixarão em brasas. (Isaías: 43.2) Pois eu sou o Senhor, o seu Deus, o Santo de Israel, o seu Salvador, dou o Egito como resgate por você, a Etiópia e Sebá em troca de você. (Isaías: 43.3) O Senhor dá força ao seu povo, o Senhor dá a seu povo a bênção da paz. (Salmos: 29.11) O Senhor é a minha força e o meu escudo, nele o meu coração confia e dele recebo ajuda. Meu coração exulta de alegria, e com o meu cântico lhe darei graças. (Salmos: 28.7) Recorram ao Senhor e ao seu poder, busquem sempre a sua presença. (Salmos: 105.4) Como prometi a Moisés, todo lugar onde puserem os pés eu darei a vocês. (Josué 1:3) Outros versículos de fortalecimento no Antigo Testamento: Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo, diz o Senhor. (Jeremias 1:8) Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperança: (Lamentações: 3.21) Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. (Lamentações: 3.22) Renovam-se cada manhã, grande é a tua fidelidade! (Lamentações: 3.23) Ele fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. (Isaías: 40.29) Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços Continue lendo

A interpretação bíblica – O pós-Reforma

A interpretação bíblica – O pós-Reforma

Os 200 anos dos séculos XVII e XVIII caracterizaram-se por vários movimentos e atividades marcantes. Figuram, entre outros, a consolidação e disseminação do calvinismo, as reações ao calvinismo, os estudos textuais e linguísticos e o racionalismo. A consolidação e a difusão do calvinismo A Confissão de Westminster, aprovada pelo parlamento inglês em 1647 e pelo parlamento escocês em 1649, apresentou as doutrinas que norteariam o calvinismo na Inglaterra. A postura da Confissão de Westminster em relação às Escrituras foi a seguinte: “A regra infalível de interpretação bíblica está nas próprias Escrituras; portanto, quando houver dúvida sobre o significado verdadeiro e completo de qualquer passagem (que é apenas um, e não muitos), deve ser pesquisado e conhecido em outros trechos que sejam mais claros”. Francisco Turretin (1623-1687) ensinava teologia em Genebra. Como Calvino, pregava que as Escrituras eram fonte infalível e confiável e reforçava a importância de conhecer o texto original. Esses tópicos são tratados em sua obra Institutio Theologicae Elenctiacae. Nesse trabalho, ele discute quatro aspectos principais das Escrituras: sua indispensabilidade, autoridade, perfeição e clareza. Jean-Alphonse Turretin (1648-1737), filho de Francisco Turretin, escreveu De Sacrae Scripturae Interpretandae Methodo Tractatus (1728), onde enfocou os seguintes aspectos relativos à exegese gramatical e histórica: 1. As Escrituras devem ser interpretadas como qualquer outro livro. 2. O intérprete precisa atentar para palavras e expressões nas Escrituras. 3. O objetivo do exegeta é descobrir o propósito do autor no contexto. 4. O intérprete deve utilizar a luz natural da razão (nesse aspecto, ele seguiu o pai, que concordava com Aquino no tocante ao papel da razão), não devendo perceber nas Escrituras nenhuma contradição. 5. As “opiniões dos autores sagrados” precisam ser compreendidas sob o aspecto das épocas em que viveram (ou seja, os cenários cultural e histórico devem ser levados em conta). Johann Emesti (1707-1781) é “provavelmente o nome mais notável da história da exegese do século XVIII” . Seu trabalho Institutio Interpretis Nove Testamenti [Princípios de Interpretação do Novo Testamento] foi um manual de hermenêutica durante mais de cem ano. Ele acentuou a importância da gramática na compreensão das Escrituras e repudiou a alegorização, a alegorização, ressaltando um tratamento literal da Bíblia As reações perante o calvinismo O teólogo holandês Jacobus Arminius (1560-1609) rejeitou uma série de ensinamentos de João Calvino e pregava que o homem possui livre-arbítrio. Em 1610, seus seguidores expuseram suas concepções num tratado de nome Contestação. O misticismo — a concepção de que o homem pode adquirir conhecimentos diretos sobre Deus e ter comunhão com ele por meio de uma experiência subjetiva, à parte das Escrituras — desenvolveu-se no pós-Reforma, sob a influência de Jacob Boehme (1635-1705). Boehme preparou o caminho para o pietismo e sua ênfase na espiritualidade interior. Após o Concílio de Trento, os protestantes puseram-se a delinear suas próprias doutrinas, a fim de defender seus ensinamentos. Assim, o pós-Reforma foi uma época de dogmatismos teológicos, “uma época de caça às heresias e de um rigoroso protestantismo doutrinário”. O pietismo surgiu como reação ao dogmatismo doutrinário. Philipp Jakob Spener (1635-1705) Continue lendo

Versículos bíblicos de livramento

Versículos bíblicos de livramento

E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. (2 Crônicas: 7.14) Muitas vezes me pergunto se o homem tem noção dos livramentos que Deus lhe proporciona diariamente. Se ele já parou para pensar nisso ou ele entende que consegue se livrar sozinho das mazelas da vida. O pior é que tem muita gente boa, que pensa ser capaz conduzir a sua vida sem a proteção de Deus. Pensa que o sucesso, as vitórias, o fato de estar com saúde, enfim, de estar bem, é somente mérito seu. É claro que pensar assim é de uma ingenuidade sem tamanho, porém, infelizmente, muita gente acha assim. Nós temos a exata noção de que, não fosse o Senhor, seríamos consumidos rapidamente. Versículos de livramento no Antigo Testamento: Os justos clamam, o Senhor os ouve e os livra de todas as suas tribulações. (Salmos: 34.17) Ele me invocará, e eu lhe responderei, estarei com ele na angústia, dela o retirarei, e o glorificarei. (Salmos: 91.15) Livrou-me do meu inimigo poderoso, dos meus adversários, que eram fortes demais para mim. (2 Samuel: 22.18) Mas eles mantiveram sua posição no meio da plantação. Eles o defenderam e feriram os filisteus, e o Senhor lhes deu uma grande vitória. (2 Samuel: 11.14) Mais versículos de livramento no Antigo Testamento: Pode dizer ao Senhor: Tu és o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio. (Salmos: 91.2) Ele o livrará do laço do caçador e do veneno mortal. (Salmos: 91.3) Pois me livraste da morte e os meus pés de tropeçarem, para que eu ande diante de Deus na luz que ilumina os vivos. (Salmos: 56.13) Se formos atirados na fornalha em chamas, o Deus a quem prestamos culto pode livrar-nos, e ele nos livrará das suas mãos, ó rei. (Daniel: 3.17) Mas, se ele não nos livrar, saiba, ó rei, que não prestaremos culto aos seus deuses nem adoraremos a imagem de ouro que mandaste erguer. (Daniel: 3.18) Outros versículos de livramento no Antigo Testamento: Porque se o fizerem, e eles clamarem a mim, eu certamente atenderei ao seu clamor. (Êxodo: 22.23) Ele ora a Deus e recebe o seu favor, vê o rosto de Deus e dá gritos de alegria, e Deus lhe restitui a condição de justo. (Jó: 33.26) O nosso Deus é um Deus que salva, ele é o Soberano, ele é o Senhor que nos livra da morte. (Salmos: 68.20) Desde os dias mais antigos eu o sou. Não há quem possa livrar alguém de minha mão. Agindo eu, quem o pode desfazer?” (Isaías: 43.13) Versículos de livramento nos Evangelhos: Sabemos que Deus não ouve a pecadores, mas ouve ao homem que o teme e pratica a sua vontade. (João: 9.31) E eu farei o que vocês pedirem em meu nome, para que o Pai Continue lendo

A Lei na epístola de  Romanos

A Lei na epístola de Romanos

O termo “lei” (nomos) ocorre mais de 70 vezes nesta epístola, e nem sempre com o mesmo sentido. Na maioria das vezes, significa a lei de Deus numa forma ou noutra, mas há alguns lugares onde o sentido é diferente. Eis os seus principais significados, em ordem ascendente de frequência. 1. O Pentateuco. Quando se nos diz que a justiça de Deus mediante a fé é “testemunhada pela lei e pelos profetas” (3:21), “a lei” significa os primeiros cinco livros do Velho Testamento, como “os profetas” é uma designação compreensiva dos livros restantes. Este é um uso comum no Novo Testamento, e reflete a aplicação judaica da palavra hebraica torah, não somente à lei no sentido mais estrito, mas aos cinco livros que contêm proeminentemente a lei. O Velho Testamento em sua totalidade. Em 3:19 Paulo diz: “sabemos que tudo o que a lei diz aos que vivem na lei o diz.” “Tudo o que a lei diz” refere-se a uma corrente de citações bíblicas feitas nos versículos anteriores (10-18); mas dessas citações, cinco são dos Salmos e uma de Isaías. Se é “a lei” que diz essas coisas, “a lei” só pode significar uma coisa: a Bíblia hebraica — o nosso Velho Testamento. 2. Um princípio. Em 3:27, tendo estabelecido que Deus justifica homens e mulheres pela fé, Paulo diz que, sendo este o caso, não há lugar para vangloria. “Por que lei? das obras? Não, pelo contrário, pela lei da fé.” Aí a “lei das obras” (não se confunda com “as obras da lei”) e a “lei da fé” indicam dois princípios contrastados, pelos quais os homens podem procurar assegurar-se da aceitação de Deus. Em 7:21 Paulo, considerando o conflito moral que assola os domínios da alma, descobre urna “lei” — isto é, um princípio — de que, “ao querer fazer o bem(…) o mal reside em mim”. No mesmo contexto, o conflito moral propriamente dito é visto como conflito entre duas leis ou princípios: primeiro, a lei ou princípio que o mantém atado ao domínio do pecado (7:23, 25); segundo, “a lei da minha mente”, que reconhece a bondade da lei de Deus e deseja cumpri-la (7:23). Mas quando ainda outro princípio começa a agir na alma — “a lei do Espírito da vida em Cristo Jesus” — este se mostra mais forte do que a “lei (princípio) do pecado e da morte”, e livra a alma da escravidão imposta por esta (8:2). 3. A lei de Deus. Para um homem com a herança e o treinamento de Paulo, era a coisa mais natural igualar a lei de Deus à lei de Moisés — em outras palavras, a lei como Deus a deu a Israel mediante Moisés (para não falar da expansão oral da lei escrita que, segundo a tradição rabínica foi dada a Moisés no Sinai tão verdadeiramente — pelo menos em teoria — como a própria lei escrita). Foi nesta forma que Paulo tinha vindo a conhecer a lei de Deus em sua própria experiência. Continue lendo

Versículos bíblicos de generosidade

Versículos bíblicos de generosidade

Feliz é o homem que empresta com generosidade e que com honestidade conduz os seus negócios. (Salmos: 112.5) Introdução: A generosidade é uma virtude daquele que reconhece o favor de Deus em sua vida. Porque, por mais que o homem se esforce, e ele deve se esforçar sempre, sem Deus ele não é nada. Ou seja, a pessoa generosa reconhece isso e quer de todas as formas ajudar ao seu próximo. A Palavra de Deus diz que o homem generoso será recompensado. Feliz é o homem que exerce essa virtude, sem querer nada em troca. Versículos de generosidade no Antigo Testamento: O generoso prosperará, quem dá alívio aos outros, alívio receberá. (Provérbios: 11.25) Ele fortalece ao cansado e dá grande vigor ao que está sem forças. Isaías: 40.29) Já fui jovem e agora sou velho, mas nunca vi o justo desamparado, nem seus filhos mendigando o pão. (Salmos: 37.25) Ele é sempre generoso e empresta com boa vontade, seus filhos serão abençoados. (Salmos: 37.26) Há quem dê generosamente e vê aumentar suas riquezas. Outros retêm o que deveriam dar, e caem na pobreza. (Provérbios: 11.24) Quem é generoso será abençoado, pois reparte o seu pão com o pobre. (Provérbios: 22.9) Mas, lembrem-se do Senhor, o seu Deus, pois é ele que dá a vocês a capacidade de produzir riqueza, confirmando a aliança que jurou aos seus antepassados, conforme hoje se vê. (Deuteronômio: 8.18) Versículos de generosidade nas Cartas de Paulo: Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. (2 Coríntios: 9.7) Vocês serão enriquecidos de todas as formas, para que possam ser generosos em qualquer ocasião e, por nosso intermédio, a sua generosidade resulte em ação de graças a Deus. (2 Coríntios: 9.11) Porque, se há prontidão, a contribuição é aceitável de acordo com aquilo que alguém tem, e não de acordo com o que não tem. (2 Coríntios: 8.12) Aquele que supre a semente ao que semeia e o pão ao que come, também lhes suprirá e aumentará a semente e fará crescer os frutos da sua justiça. (2 Coríntios: 9.10) Versículos de generosidade nos Evangelhos: Deem e lhes será dado: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês. Pois a medida que usarem, também será usada para medir vocês. (Lucas: 6.38) Dê a todo o que lhe pedir, e se alguém tirar o que pertence a você, não lhe exija que o devolva. (Lucas: 6.30) Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai que está no céu dará o Espírito Santo a quem o pedir! (Lucas: 11.13) Vendam o que têm e deem esmolas. Façam para vocês bolsas que não se gastem com o tempo, um tesouro nos céus que não se acabe, onde ladrão algum chega perto e nenhuma traça destrói. (Lucas: 12.33) E, se alguém der mesmo que seja apenas um copo de água fria a um destes pequeninos, porque ele Continue lendo

Os diferentes nomes de Deus em Gênesis 1 e 2  indicam autores diferentes ?

Os diferentes nomes de Deus em Gênesis 1 e 2 indicam autores diferentes ?

É verdade que ao longo dos 31 versículos de Gênesis 1 o único termo que se usa em referência a Deus é Elohim, e o nome que indica a pessoa do Senhor, i.e., Iavé, torna-se predominante no capítulo 2. Entretanto, essa distinção de vocábulos não demonstra evidência sólida de haver autores diferentes. Tal teoria foi primeiramente sustentada pelo médico francês Jean Astruc, nos idos de 1753. Achava ele que Gênesis 1 teria sido tirado de alguma fonte literária primitiva, produzida por um autor que só conhecia a Deus por esse nome, Elohim, mas que Gênesis 2 viria de uma fonte diferente, a qual conhecia o Senhor como Iavé (ou”Jeová”). J. G. Eichhorn, de Leipzig, estendeu essa divisão baseada nas fontes de Iavé-Elohim a todos os demais capítulos de Gênesis, chegando até Êxodo 6.3, que ele interpretou como se, de acordo com aquela “fonte”, o nome Iavé fosse desconhecido até os dias de Moisés. A implicação disso era que todas as referências a Iavé encontradas em Gênesis teriam forçosamente vindo de outra fonte (J), a qual supunha ser Deus conhecido por esse nome antes dos tempos mosaicos. Êxodo 6.3 diz: “Apareci a Abraão, a Isaque e a Jacó como o Deus todo poderoso [El Shaddai], mas pelo meu nome, o SENHOR [Iavé], não me revelei a eles”. Essa declaração pareceria implicar que o nome em si era desconhecido antes do tempo de Moisés, mas essa interpretação se choca contra uma expressão costumeira dos hebreus. Há um significado muito especial em “conhecer o nome de Iavé” ou “saber que eu sou Iavé”. É expressão que ocorre pelo menos 26 vezes no AT e em todos os casos significa aprender mediante experiência real que Deus é Iavé, o Senhor que guarda a aliança, pune seu povo, cuida dele e o livra dos inimigos. Assim é que lemos em Êxodo 6.7: “Eu os farei meu povo e serei o Deus de vocês. Então vocês saberão que eu sou o SENHOR, O seu Deus, que os livra do trabalho imposto pelos egípcios”. Até mesmo os egípcios deviam saber disso por amarga experiência pessoal, segundo Êxodo 14.4 — “E os egípcios saberão que eu sou o SENHOR [ Iavé]”— em consequência das dez pragas que sobre eles cairiam. Faraó sabia que o nome do Deus de Moisés era Iavé, pois se referiu ao Senhor em Êxodo 5.2: “Quem é o SENHOR para que eu lhe obedeça e deixe Israel sair?”. Portanto, devemos entender que o significado de Êxodo 6.3 é o seguinte: “Eu me apresentei perante Abraão, Isaque e Jacó como o Governador todo-poderoso da criação e Soberano sobre todas as forças da natureza [i.e., como El Shaddai, Deus todo-poderoso], mas não me apresentei a eles como o Deus que guarda a aliança, da maneira miraculosa e redentora que estou prestes a demonstrar ao livrar toda a nação de Israel do cativeiro egípcio”. A palavra “Iavé” destaca a fidelidade e o cuidado de Deus para com o povo da aliança — embora isso diga respeito também ao Continue lendo

Versículos bíblicos de luz

Versículos bíblicos de luz

O Senhor é a minha luz e a minha salvação, de quem terei temor? O Senhor é o meu forte refúgio, de quem terei medo? (Salmos: 27.1) Introdução: A Bíblia diz que no princípio Deus criou os céus e a terra. A terra era sem forma e vazia, trevas cobriam a face do abismo e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. Então, disse Deus: “Haja luz” e houve claridade. Deus viu que ela era boa e a separou a das trevas. Deus chamou-a de dia e as trevas de noite. O Senhor é a claridade para os nossos caminhos, não há outra solução para nos tirar das trevas do pecado. E essa possibilidade Ele estendeu à toda humanidade, através do seu filho, Jesus. Relacionamos alguns versículos que tratam desse tema, para a nossa reflexão, espero que vocês gostem: Versículos sobre o tema no Antigo Testamento: A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho. (Salmos: 119.105) Tu, Senhor, manténs acesa a minha lâmpada, o meu Deus transforma em luz as minhas trevas. (Salmos: 18.28) O povo que caminhava em trevas viu uma grande luz, sobre os que viviam na terra da sombra da morte raiou uma luz. (Isaías: 9.2) A vereda do justo é como a luz da alvorada, que brilha cada vez mais até à plena claridade do dia. (Provérbios: 4.18) Versículos a respeito do assunto nos Evangelhos: Falando novamente ao povo, Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida” (João: 8.12) A luz brilha nas trevas e as trevas não a derrotaram. (João: 1.5) O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz sobre os que viviam na terra da sombra, da morte raiou uma luz. (Mateus: 4.16) Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente todo o seu corpo estará cheio de luz. Mas quando forem maus, igualmente o seu corpo estará cheio de trevas. (Lucas: 11.34) Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. (Mateus: 5.14) E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. (Mateus: 5.15) Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus. (Mateus: 5.16) Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas. (João: 3.20) A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram. (João: 1.5) Versículos a respeito constantes nas Carta Gerais: Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. (1 Pedro: 2.9) Quem ama seu irmão permanece na luz, Continue lendo

Posicionamento COVID-19, Quarentena + Cupom de desconto

Posicionamento COVID-19, Quarentena + Cupom de desconto

Olá, a Paz, tudo bem ?   Estamos passando aqui  só para te deixar informado sobre as medidas que temos tomado diante dessa triste situação que temos enfrentado mundialmente. . Colocando a saúde de nossos colaboradores e clientes em primeiro lugar. Antes de tudo Fique em casa! Se cuide e cuide de quem você ama.   Nossa Missão: Desenvolver, criar e distribuir os melhores Cursos e Produtos de conteúdo Cristão, servindo como instrumento para a divulgação da Palavra de Deus e de transformação de Vidas. Essa é a nossa missão, e ela não pode parar! Por isso, nosso site e departamento de suporte continuam operando, com quadro de funcionários reduzido e todos tendo a oportunidade de trabalhar de casa via home office, e seguindo todas as orientações de higiene e segurança, para a saúde e bem estar de todos.   CANAIS DE ATENDIMENTO NESTE PERÍODO: E-mail: contato@universidadedabiblia.com.br WhatsApp: (11) 94612-3044 Formulário de contato no site   Como lidar com a Quarentena? Nós passamos a vida em uma correria, e muitos de nós não têm tempo de qualidade com as suas famílias, Não têm tempo para tirar um tempo com o Senhor, Não têm tempo nem mesmo para aproveitar a própria companhia… O Mundo está um caos mas a sua casa não precisa estar. Aproveite a quarentena para colocar as coisas no devido lugar, Tenha tempo de qualidade com seus familiares e cuidem uns dos outros… Aproveite para colocar o plano bíblico em dia, Quase todo mundo planeja ler a Bíblia toda em um ano e nem todos conseguem Dedique parte da sua quarentena para se aprofundar na Palavra de Deus.   NOTÍCIA BOA: Preparamos um cupom e materiais grátis para deixar a sua quarentena mais leve e produtiva!   » Disponibilizamosgratuitamente centenas de estudos bíblicos, ebooks, videos, áudios em: https://www.universalidadedabiblia.com.br/category/estudos-biblicos/ Temos certeza que encontrará valiosos conteúdos que edificarão sua vida! » Quer ter acesso gratuito a 370 livros digitais cristãos agora mesmo? Acesse: https://wp.universalidadedabiblia.com.br/370livros/ » Vídeo Aula Grátis de Exegese:https://www.universalidadedabiblia.com.br/aulademonstrativa A Universalidade da Bíblia também tem +Mais de 30 Cursos Bíblicos e Teológicos totalmente voltados para a capacitação no Ministério. » E preparamos um cupom de desconto de 25% em todo o site! Cupom : FICOEMCASA Você pode aproveitar esse tempo e estudar do conforto da sua casa… Para aproveitar é só acessar agora esta página exclusiva dos descontos, . Para conhecer mais CLIQUE AQUI.   . Oramos para que esta batalha que temos vivido passe logo, para que todos nós possamos voltar a nossa vida normal, como pessoas melhores, valorizando mais as pequenas coisas, e gratos a Deus por tudo que Ele tem nos dado, e principalmente pela nossa saúde. . . Tenha um ótimo dia e lave as mãos 🙂 . . . . No Amor de Cristo, Jesus . . Equipe | Universalidade da Bíblia .

Escavações que fotografaram o passado

Escavações que fotografaram o passado

Antes que as escavações arqueológicas revelassem o mundo da Bíblia, ninguém tinha ideia de como se pareciam as pessoas descritas em suas páginas. Todavia, quando as descobertas começaram a ser reveladas, entre elas estavam estátuas, desenhos e pinturas que davam um “quadro” do tipo de pessoas que viveram durante os tempos bíblicos. Ainda mais incrível foi que os arqueólogos encontraram “figuras” das mesmas pessoas mencionadas na Bíblia. Entre elas, estavam as estátuas de faraós que conheceram Moisés, inimigos que ameaçaram Israel ou conquistaram muito de Israel e governantes romanos mencionados no Novo Testamento, alguns dos quais conversaram com Jesus e com o apóstolo Paulo. Os detalhes incluídos nestas cenas desenhavam a vida diária dos antigos tornando possível que os artistas criassem cenas bíblicas corretamente e produtores de filmes retratassem com exatidão os dramas bíblicos na televisão e no cinema. Do “álbum de fotografias” da arqueologia, vamos considerar três famosas “impressões” que nos ofereceram um raro vislumbre do passado velado e nesse primeiro post falaremos sobre O Mural de Beni-Hasan. O Mural de Beni-Hasan — Pintura de uma parada do tempo dos patriarcas Durante o período bíblico os israelitas continuaram a manter contato político e econômico com o Egito, uma das superpotências daquele tempo. O contato de Israel com o Egito remonta ao período dos patriarcas (Gn 12.37- 50), a Moisés (livro de Êxodo), à monarquia do rei Salomão (1 Rs 9.16) ao rei Josias (2 Rs 23.29-35), ao tempo de Jesus (Mt 2.13-15). Desde que a lei judaica (Ex 20.4) proíbe a fabricação de imagens humanas (porque o homem é criado à imagem de Deus), não devíamos esperar pinturas feitas pelos israelitas. Porém, do lado egípcio, onde a fabricação de imagens era ordenada, uma quantidade de retratos têm sido descoberta. Um famoso exemplo veio de uma pequena vila conhecida como Beni-Hasan, localizada no sul do Cairo na margem leste do Nilo. Lá, esculpida nas encostas circunvizinhas, está uma grande necrópole (cidade dos mortos). Como era geralmente o costume dentro das tumbas egípcias, as paredes eram decoradas com cores vivas mostrando cenas que descreviam a vida diária. Em uma dessas tumbas, datando de aproximadamente 1890 a.C., os arqueólogos encontraram um esplêndido mural de mais de 2 metros de comprimento por meio metro de altura mostrando uma parada de estrangeiros: oito homens, quatro mulheres, três crianças, vários animais, todos sendo liderados por oficiais egípcios. O texto em hieróglifos no topo desta pintura dava uma descrição da procissão e seu propósito. O texto afirmava que estas pessoas eram parte de um grupo de 37 asiáticos da região de Shut (a qual incluía a área do Sinai e o sul de Canaa). Eles estavam sendo levados por seu chefe, chamado Abishai, para comercializar com os egípcios. Detalhes como composição física, penteados, roupas, sapatos, armas e instrumentos musicais são claramente apresentados. Enquanto ainda não se sabe exatamente quem eram estas pessoas ou mesmo porquê elas estavam vindo em caravana à uma região tão distante dos centros comerciais, a importância da pintura repousa sobre sua descrição Continue lendo

Versículos bíblicos de mudança

Versículos bíblicos de mudança

Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram, eis que surgiram coisas novas! (2 Coríntios: 5.17) Introdução: O homem quer Deus em sua vida, mas não quer mudar. Infelizmente, essa é uma verdade cristalina e, por conta disso, a humanidade sofre. É necessário que as pessoas entendam que, se alguém quer mudança em sua vida, ela precisa mudar em primeiro lugar. A partir do seu posicionamento, tudo à sua volta mudará junto com ela. Por isso, não fique exigindo que as pessoas mudem, mude você e veja o que irá acontecer. Sendo assim, relacionamos alguns versículos que tratam do tema “mudança”, esperamos que você goste. Versículos de mudança no Antigo Testamento: O que foi tornará a ser, o que foi feito se fará novamente; não há nada novo debaixo do sol. (Eclesiastes: 1.9) Haverá algo de que se possa dizer: “Veja! Isto é novo! “? Não! Já existiu há muito tempo, bem antes da nossa época. (Eclesiastes: 1.10) Versículos de mudança nas Cartas de Paulo: E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor, segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor, que é o Espírito. (2 Coríntios: 3.18 Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos. (Efésios: 4.22) A serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade, provenientes da verdade. (Efésios: 4.23-24) Da mesma forma, considerem-se mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus. (Romanos: 6.11) Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas. (Filipenses: 4.8) Mais versículos de mudança nas Cartas de Paulo: Tudo o que vocês aprenderam, receberam, ouviram e viram em mim, ponham-no em prática. E o Deus da paz estará com vocês. (Filipenses: 4.9) Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. (Romanos: 12.1) Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Romanos: 12.2) Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo. (Efésios: 4.25) O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade. (Efésios: 4.28) Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. (Efésios: 4.29) Continue lendo