Artigos

A interpretação bíblica – A Reforma

A interpretação bíblica – A Reforma

Durante a Reforma, a Bíblia passou a ser a única fonte legítima a nortear a fé e a prática. Os reformadores basearam-se no método literal da escola antioquina e dos vitorinos. A Reforma foi uma época de distúrbios sociais e eclesiásticos, mas, como destacou Ramm, foi essencialmente uma reforma hermenêutica, uma reforma da maneira de ver a Bíblia. • A Renascença, que iniciou no século XIV na Itália e invadiu o século XVII, consistiu no reavivamento do interesse pela literatura clássica, Leia mais…

No original hebraico, a palavra “terra” usada em Gênesis 1.1 é a mesma de Gênesis 1.10?

No original hebraico, a palavra “terra” usada em Gênesis 1.1 é a mesma de Gênesis 1.10?

Sim. A palavra é ’eretṣ em ambos os casos. Quer se refira a terra em geral, quer a uma área mais restrita, o contexto determinará — como se verifica em muitas palavras da língua portuguesa. Por exemplo, João 3.16 usa a palavra “mundo” (gr., kosmos) no sentido de toda a espécie humana, como objeto do interesse e do amor redentor de Deus; mas, em 1 João 2.15 (“não amem o mundo”), o vocábulo “mundo” é usado no sentido do sistema organizado de rebelião, de auto-satisfação egoísta, Leia mais…

De que maneira Gênesis 1 pode harmonizar-se com a evolução teística?

De que maneira Gênesis 1 pode harmonizar-se com a evolução teística?

Ao tratar dessa questão, devemos definir cuidadosamente nossos termos, visto que “evolução” é palavra usada com vários sentidos por diversos tipos de pessoas. Devemos fazer distinção entre evolução como filosofia e evolução como mecanismo descritivo do desenvolvimento das espécies de um estágio inferior, primitivo, para outros “mais elevados” ou mais complexos, no decurso da história geológica. Além disso, precisamos estabelecer o que se quer dizer por evolução teística. Daí estaremos Leia mais…

Escavações que recontaram antigas histórias

Escavações que recontaram antigas histórias

Você já se perguntou alguma vez por quê a Bíblia devia ter todas as boas histórias? Se as grandes histórias da criação e do dilúvio foram histórias reais, como a Bíblia as apresenta, não deveriam outras culturas antigas terem sabido destas histórias também? Esta suposição foi confirmada quando um número de textos cuneiformes antigos foram descobertos contendo paralelos mesopotâmios dos relatos bíblicos. Tecnicamente falando, esses textos não foram descobertos por arqueólogos Leia mais…

Interpretação Bíblica – Os pais da igreja dos séculos V e VI

Interpretação Bíblica – Os pais da igreja dos séculos V e VI

Sete nomes destacam-se entre os pais da igreja dos séculos V e VI, embora Jerônimo e Agostinho sejam os mais conhecidos. ” Jerônimo (c. 347-419) começou adotando a alegorização de Orígenes. Sua primeira obra exegética, Comentário sobre Obadias, foi alegórica. Posteriormente, porém, assumiu um estilo mais literal, depois de ter sido influenciado pela escola antioquina e pelos mestres judeus. O último comentário que escreveu foi sobre Jeremias e seguia a linha literal. Mas ele acreditava Leia mais…

A falácia principal em que se baseia a hipótese documentária

A falácia principal em que se baseia a hipótese documentária

A mais séria de todas as falsas pressuposições subjacentes à hipótese documentária e à abordagem da crítica da forma (a primeira presume que nenhuma parte da Torá teve forma escrita senão depois de meados do século IX a.C, e a segunda afirma que todo o texto hebraico do Pentateuco somente foi redigido depois do exílio) é que os israelitas esperaram durante muitos séculos, após a fundação de sua comunidade, até ver a Torá na forma escrita. Tal pressuposição desaparece diante de Leia mais…

A interpretação bíblica – Os pais alexandrinos e antioquinos

A interpretação bíblica – Os pais alexandrinos e antioquinos

Duas escolas de pensamento surgiram cerca de 200 anos depois de Cristo. Eram escolas de concepções hermenêuticas que tiveram forte impacto sobre a igreja nos séculos posteriores. Os pais alexandrinos Panteno, falecido por volta de 190, é o mais antigo mestre da Escola Catequética de Alexandria, no Egito, de que se tem notícia. Ele foi professor de Clemente (não confundi-lo com Clemente de Roma, mencionado anteriormente). Não é de admirar que Clemente (155-216), morador de Alexandria, Leia mais…

Definição de religião segundo o livro de  A. B. Langston

Definição de religião segundo o livro de A. B. Langston

A teologia está relacionada com a religião, assim como a botânica com a vida das plantas. Sem a vida das plantas não poderia haver botânica. Sem os astros, seria impossível a astronomia. De igual maneira, é impossível a existência da teologia sem a religião: aquela é uma conseqüente desta. E, portanto, necessário que tenhamos uma ideia clara da religião, pois dela depende a teologia. Sem o entendimento claro de uma, não se pode compreender bem a outra. Consideremos então a religião. 1.1. Leia mais…

Mapas Bíblicos

Mapas Bíblicos

  Não estude teologia sem ver isto antes. Estude a Bíblia com mais facilidade com mapas didáticos incríveis!   Pela primeira vez no mercado aliamos mapas teológicos com design profissional, que encanta e surpreende, com informações bíblicas organizadas para facilitar o seu estudo e reter na memória. Com Tamanho Gigante Formato dobrável para levar onde quiser! Impressão Colorida Qualidade Profissional! Ideal para disponibilizar e expor em sua igreja, Leia mais…

Parabéns a todos os Teólogos! #diadoteólogo

Parabéns a todos os Teólogos! #diadoteólogo

    Dia dos Teólogos | 30 de novembro O teólogo é aquele que se esforça apesar de injustamente ser chamado de o homem que estuda a letra que mata. O teólogo não é frio, ele apaga o fogo estranho. Meus Parabéns aos teólogos bíblicos e quebrantados que conhecem as escrituras e o poder de Deus. “Examinai as Escrituras…”  (João: 5.39) #diadoteólogo #universalidadedabiblia     Leia mais…

O sentido de “logos”.

O sentido de “logos”.

O vocábulo grego logos pode.ser traduzido por “razão”, “palavra” ou “discurso”. É empregado no prólogo do quarto evangelho como uma designação do Filho, que é a revelação do Pai.15 Muitos comentadores sustentam que essa palavra também é um título descritivo do Filho eterno no prefácio da primeira epístola. Assim, Moffatt translitera a palavra grega para o inglês e cunha a expressão “Logos da Vida”. Certamente se pode traçar um paralelo entre o evangelho e a epístola, Leia mais…

A Igreja no Antigo Testamento

A Igreja no Antigo Testamento

Não há qualquer declaração formal acerca da Igreja no Antigo Testamento, embora muitos intérpretes encontrem certas passagens que talvez sugiram algumas profecias a respeito dela. O livro de Cantares de Salomão, que é uma declaração de amor, é usado por muitos como uma metáfora do relacionamento entre Jesus (Noivo) e Sua Noiva (a Igreja). Em busca de alguma declaração do Antigo Testamento sobre a Igreja, Culver diz: É inútil procurar no Antigo Testamento predições explícitas da Leia mais…