Artigos

Adão morreu de verdade ao comer do fruto proibido?

Adão morreu de verdade ao comer do fruto proibido?

Em Gênesis 2.17, Deus advertiu Adão: “Não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá”. Quando Adão e Eva cederam à tentação e comeram do fruto proibido, é certo que não caíram mortos ao chão no mesmo instante, mas continuaram vivendo, a fim de a repreensão de Deus (3.8-19). Tinha razão o Diabo? Teria Deus deixado de cumprir sua ameaça? É certo que não! A morte do casal culpado naquele dia era de natureza espiritual; Leia mais…

O PERÍODO PERSA

O PERÍODO PERSA

O PERÍODO PERSA (538-331 a.C.) O reino do norte de Israel havia sido conquistado pelos assírios em 722 a.C. sob a liderança de Sargão. Seus habitantes foram então deportados para a Assíria (II Reis 17:6) e para outras terras conquistadas. Por sua vez, os povos de outras nações conquistadas foram então importados, para povoarem a área conhecida como Samária. A política dos assírios foi tentar destruir todo vestígio de linhagem nacional e, assim, unir todos os povos num só. Em 612 Leia mais…

A transposição do abismo cultural

A transposição do abismo cultural

No livro Alice no País do Espelho, Humpty Dumpty disse para Alice: “— Existem 364 dias nos quais uma pessoa pode receber um presente de in-aniversário”. Alice concordou, e ele acrescentou: “E um dia só em que possa receber presente de aniversário, não é? Logo, glória para você! “— Não sei o que quer dizer com esse ‘glória’, objetou Alice. “Humpty Dumpty sorriu. Leia mais…

A salvação na Antiga Aliança

A salvação na Antiga Aliança

Desde o Gênesis até o Apocalipse, Deus deixa bem claro que ninguém se salva por obras próprias, mas apenas pela fé nas promessas divinas. Só no  Éden a salvação foi apresentada com base na obediência, com a advertência acompanhada da pena de morte para a transgressão da ordem de Deus: “Mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente você morrerá” (Gn 2.17). Em Gênesis 3, essa determinação foi quebrada tanto por Adão quanto Leia mais…

Chegou a hora de Você se Livrar da Pornografia

Chegou a hora de Você se Livrar da Pornografia

Você Deseja vencer a pornografia e parar de se masturbar? Você lembra o quanto era feliz antes de ficar viciado na pornografia? Pois bem, a pornografia nos aprisiona, com correntes, onde sozinhos não conseguimos sair dessa prisão. Ela nos traz medo, culpa e vergonha e tira nos a santidade que Deus espera da gente. Por isso, quero te encorajar a sair dessa prisão que tantas vezes você tentou sair sozinho e não conseguiu. Queremos te ajudar ter de volta a liberdade tão sonhada Leia mais…

Os patriarcas

Os patriarcas

Lendas vivas ou vidas lendárias? A arqueologia tem lançado luz considerável sobre a história dos Patriarcas em Gênesis: Abraão, Isaque e Jacó. Não que quaisquer registros destes homens possam ter sido jamais encontrados fora da Bíblia, mas o véu que anteriormente escondia seus tempos foi levantado. Como resultado, sabemos agora mais sobre o tipo de pessoas que eles eram, de onde eles vieram, como viviam, o que criam, onde e como eles devem ser encaixados na história das grandes nações Leia mais…

A interpretação bíblica – Século XX

A interpretação bíblica – Século XX

O século XX abriga muitas correntes de interpretação bíblica. O liberalismo deu continuidade a uma boa parcela da abordagem racionalista e mais crítica do século XIX. A ortodoxia adotou uma concepção tanto literal quanto devocional da Bíblia. A neo-ortodoxia diz que a Bíblia toma-se a Palavra de Deus nos encontros existenciais do homem. O bultmannismo adotou uma perspectiva mitológica da Bíblia. O liberalismo, que teve grande influência no século XIX, entrou pelo século XX. Nele, Leia mais…

O jardim do Éden pode ser localizado num mapa?

O jardim do Éden pode ser localizado num mapa?

Gênesis 2.10-14 fornece alguns indícios da localização genérica do Éden, mas pressupõe condições geológicas que não mais existem. Daí se deduz a imprudência de conjecturar a existência de um local mais preciso que as cabeceiras dos rios Tigree Eufrates, nas terras elevadas da Armênia (i.e., as fronteiras orientais da moderna Turquia). O grande rio que sai do Éden subdivide-se no Tigre e no Eufrates e depois em outros dois, mais compridos (o Pisom, que desce até Havilá, ao longo Leia mais…

Escavações que mudaram a história

Escavações que mudaram a história

Muitas pessoas hoje acreditam que neste momento nosso conhecimento da história é completo. Elas aceitam que alguns detalhes ainda estão faltando, mas supõem que saibamos quase tudo o que há para saber sobre as grandes civilizações que governaram o passado. A impressionante cobertura que encontramos nos livros de história e nos canais históricos parecem confirmar isso. Contudo, os historiadores admitirão que nosso presente conhecimento do passado ainda é sensivelmente limitado. O que realmente Leia mais…

Receba sua cura…

Receba sua cura…

A cura interior é um assunto muito sério e que tem sido aplicada de muitas maneiras erradas, enquanto alguns nem sabem da sua existência e importância. Hoje quero trazer para você um estudo sobre esse assunto à luz da Palavra de Deus… Quando falamos sobre cura interior, falamos sobre a cura da nossa ALMA… Quando iniciamos a caminhada com Cristo o nosso espírito é vivificado pelo Espírito Santo e é curado da culpa do pecado. Está livre para ter comunhão com Deus, mas ainda Leia mais…

A interpretação bíblica – Século XIX

A interpretação bíblica – Século XIX

Três elementos do século XIX podem ser examinados: o subjetivismo, a crítica histórica e os trabalhos exegéticos. No movimento que ficou conhecido como subjetivismo, dois nomes se destacam: Friedrich D. E. Schleiermacher (1768-1834) e Soren Kierkegaard (1813-1855). O subjetivismo é a ideia de que o conhecimento é fruto da experiência individual ou de que o bem supremo decorre de uma experiência ou sentimento subjetivo. Schleiermacher rejeitava a autoridade da Bíblia e salientava o papel Leia mais…

O relato da criação em Gênesis 1 e Gênesis 2

O relato da criação em Gênesis 1 e Gênesis 2

Gênesis 2 não apresenta, de modo algum, um relato da criação, mas supõe o término da obra criadora de Deus, conforme narrada no capítulo 1. Os três primeiros versículos de Gênesis 2 simplesmente levam a narrativa do capítulo 1 a uma conclusão lógica e irreversível, usando o mesmo vocabulário e estilo empregado no capítulo anterior. Mostra o trabalho completo da criação e estabelece a santidade especial do sétimo dia como símbolo e memorial da obra criadora de Deus. A seguir, Leia mais…