Davi era real?

Alguns estudiosos estão propensos a reconhecer que as esteias de Tel Dã e do rei Mesa tornam plausível que uma figura real chamada Davi tenha existido, contudo ainda insistem que muito do que está registrado na Bíblia acerca de Davi é totalmente imaginário. Mas, os eventos descritos na Bíblia sobre Davi fazem mais sentido se for presumido que Davi é uma pessoa real. Porquanto um crítico possa afirmar que a vitória heróica de Davi sobre um gigante é mera ficção, nada há tão contemporâneo quanto um político pego em adultério e no consequente ato do encobrimento! (vide 2 Sm 11.) Não obstante, ambos os aspectos da vida de Davi são descritos com igual senso de realidade. De fato, nada há sobre Davi que não soe verdadeiro à experiência humana normal. Sua devoção e desejos são retratados em pólos conflitantes, da mesma maneira que no melhor dos homens.

Quando sua paixão por Deus se apresenta muito santa (por exemplo, Salmos 23, 42), logo somos lembrados de suas outras paixões que mostram que ele realmente é pecador (SI 32, 51). Luxúria, preguiça, infidelidade, assassinato, orgulho, medo, feudos familiares, fracasso matrimonial — tudo faz parte da história deste rei. Tais elementos desprovidos de idealismo normalmente não são pintados nos retratos de mitos e lendas, e com certeza não naqueles intencionalmente projetados para ser ideais nacionais e progenitores messiânicos. Portanto, o achado de um reconhecimento histórico da “Casa de Davi” — relatado por um inimigo de Israel sem respeito à tradição israelita — , dá apoio material a uma narrativa literária que historicamente já se mostra acreditável. O arqueólogo Bryant Wood resume este adequado entendimento da importância da esteia da Casa de Davi, quando diz:

Em nossos dias, a maioria dos estudiosos, arqueólogos e estudiosos bíblicos faria exame muito crítico da precisão histórica de muitas das narrativas da Bíblia, particularmente dos primeiros livros da Bíblia. Quase todos os estudiosos de hoje diriam que qualquer coisa anterior ao período do reino [de Israel] é pura história folclórica e mito, e é neste ponto que a arqueologia bíblica pode representar papel muito importante, porque no campo da arqueologia podemos apresentar evidências novas e dados novos para nos ajudar a entender estas narrativas bíblicas. Não é incomum as descobertas mais recentes da arqueologia destruírem opiniões críticas mais antigas sobre a Bíblia. Muitos estudiosos afirmaram que nunca houve um Davi ou um Salomão, mas hoje temos uma esteia que de fato menciona Davi.

No momento, maior porção da estela ainda está faltando do que foi encontrada. Aparentemente, o rei israelita que reconquistara Dã destruiu a “esteia da vitória” do inimigo e usou a pedra como blocos de construção. A maioria destas pedras ainda pode estar enterrada em algum lugar na entrada da cidade antiga. Talvez os arqueólogos em breve venham a descobrir e reunir essas peças perdidas do quebra-cabeça e formar o quadro completo para nós. Até esse dia, os pequenos fragmentos que temos já são suficientes para admoestar os revisionistas históricos a não mitificar os personagens bíblicos, como Davi. Antes, a realidade histórica de Davi encoraja-nos a imitar o exemplo estabelecido por este rei de outros tempos — que, embora imperfeito, sempre se voltava a um Deus perfeito. Como ele, devemos viver como aqueles que são “segundo o […] coração [de Deus]” (1 Sm 13.14)

Fonte: Livro: Arqueologia Bíblia
Autor: Randall Price,
Pags: 138-139


AGORA VOCÊ PODE ESTUDAR TEOLOGIA À DISTÂNCIA COM QUALIDADE!

Conheça o curso de Formação em Teologia! O melhor e mais acessível curso de teologia da atualidade.

Seja um Teólogo altamente capacitado!

CURSO FORMAÇÃO EM TEOLOGIA

Os alunos formados na Universalidade da Bíblia estão prontos para atuar no Brasil e no exterior como líderes, conferencistas, obreiros, professores da escola dominical, presidentes de ministérios, membros da diretoria em convenções, e ainda estarão plenamente habilitados para atuar nas áreas de administração eclesiástica, evangelismo, discipulado, liderança, supervisão, direção e aconselhamento pastoral através de gestão executiva integrada, programas de rádio, TV, internet, livros, revistas, seminários, congressos e eventos em geral.

.: AGREGUE CONHECIMENTO E COMENTE ABAIXO .: