Quantas esposas teve Esaú, e quem foram elas?

Gênesis 26.34 diz-nos que estando com quarenta anos de idade, Esaú casou-se com duas mulheres hititas — Judite, filha de Beeri, e Basemate, filha de Elom. Visto que Gênesis 36 não menciona o nome da primeira, podemos concluir que ela não lhe deu filhos; não se sabe se morreu jovem ou se era estéril. No entanto, era a esposa número um. A esposa número dois era, conforme mencionado acima, Basemate. Mas Gênesis 36 refere-se a ela como sendo Ada, o que pode significar que esse seria outro nome da mesma mulher. (São numerosos no AT os casos de homens e mulheres que têm dois nomes, tanto entre israelitas quanto no meio dos gentios.)

Visto que mais tarde Esaú casou-se com a filha de seu tio Ismael, que tinha também o nome de Basemate (parece que esse era um nome comum na região edomita, naqueles dias; Salomão deu esse nome a uma de suas filhas [1Rs 4.15]), foi necessário que se chamasse a segunda esposa por outro nome, Ada. Ela deu a Esaú um filho, Elifaz (36.4). A esposa número três era Oolibama, filha de Zibeão, um hivita. Ficamos sem saber quando eles se casaram e em que circunstâncias. Só sabemos que o pai dela era Aná, filho de Zibeão. [ Portanto, Zibeão era avô dela, em vez de pai — como poderíamos entender de Gênesis 26.34. O hebraico não tem uma palavra específica para avós, nem para netos; simplesmente usa as mesmas palavras para “pai” ou “mãe” (com o significado de avós) e “filho” ou “filha” (com o significado de netos).]

É provável que Esaú tenha se casado com Oolibama antes de desposar Basemate, a filha de Ismael. Ele foi pai de três filhos: Jeús, Jalão e Corá — nessa ordem. A esposa número quatro foi Basemate, filha de Ismael, que deu a Esaú apenas um filho, Reuel (Re ‘û’ēl, provavelmente se pronunciava “Raguel”) — o mesmo nome de Jetro, o sogro de Moisés [cf. Êx 2.18; Nm 10.29]). Devemos dizer que essa mulher, Basemate, também tinha outro nome: Maalate (cf. Gn 28.9). Mas, aparentemente, ela (ou Esaú) preferia Basemate (que tem conotação de fragrância, na forma masculina bōśem, ou “bálsamo”), pois é assim que ela é chamada sempre em Gênesis 36. Essa é, pois, a lista completa das esposas de Esaú, e dos filhos que elas lhe deram.

A ele também se dá em Gênesis 36 o nome de “pai de Edom” (v. 9, 43), mas, nesse caso, “pai de” é equivalente a “fundador de” — assim como Jacó foi o fundador da nação de Israel. Talvez seja apropriado observar aqui que a recorrência de nomes favoritos, ou da moda, reflete-se por todo o capítulo 36 de Gênesis como uma das características da cultura horita-hivita, dentro da qual Esaú procurou esposas na região edomita. Há, pelo menos, cinco exemplos disso, inclusive as duas esposas chamadas Basemate que mencionamos. O primeiro exemplo é Aná, filho de Zibeão, mencionado acima como o pai de Oolibama. O Texto massorético traz bat (“filha de”), tanto em 36.2 como em 36.14.

Mas, aparentemente se trata de um erro do escriba, em que bat ficou no lugar de ben (“filho de”), porque todos os demais pais a que se faz referência nessas cadeias genealógicas sempre são do sexo masculino, em vez de feminino (talvez a abreviação do escriba B-N [ben] estivesse muito parecida com B-T [bat] de modo que causou essa confusão. É bem provável que o texto hebraico samaritano aqui traga B-N (“filho de”), em vez de B-T (“filha de”), e a LXX e a Peshita também seguem esse paradigma. Notamos também que no versículo 24 a um “filho” de Zibeão, filho de Seir (v. 20) foi dado o nome de Aná. Era comum um sobrinho receber o nome de seu tio (foi o que aconteceu a Aná em relação a Zibeão, o hivita), mas incomum um sobrinho ter o nome de sua “tia”.

Por isso concluímos que o Aná mais velho na verdade era um homem, e não uma mulher. Segundo, o nome Zibeão, como notamos acima, originalmente fora dado ao avô de Oolibama, esposa de Esaú. Pelo que sabemos não havia uma aproximação sanguínea entre Zibeão, filho de Seir, o horita, e Zibeão, o hivita, mas apenas um parentesco distante, por afinidade, talvez, por uma ligação comum a Esaú, pelo casamento. Terceiro, o nome Oolibama fora dado não somente à filha de Aná, que se casara com Esaú, mas também à filha de um Aná mais novo (o sobrinho, segundo Gn 36.25). Eram nomes que tendiam a ocorrer na mesma linhagem familiar. Quarto, o nome Timna fora dado a uma filha de Seir, que se tornara concubina de Elifaz, filho de Esaú com Basemate-Ada (36.12, 22).

Fora também o nome dado a um descendente de Esaú cuja paternidade não é conhecida, mas tal pessoa é tida como “príncipe” de Edom numa geração posterior (36.40). Portanto, nesse caso, deu se a um descendente do sexo masculino o nome de uma mulher que lhe era aparentada, numa geração anterior. Outro exemplo notável disso vemos em um príncipe de Edom, chamado Oolibama (v. 41). Esse exemplo último é excepcionalmente notável porque o nome termina com o sufixo feminino -ah, que dificilmente se encontra em um nome de homem.

(Os numerosos nomes masculinos que terminam em -iah — Isaías, Jeremias, Zacarias etc. — não contêm terminações femininas, mas constituem uma espécie de sufixo abreviado do nome de Iavé, o nome de Deus segundo a aliança.) Outro par de nomes é quase idêntico: Disom e Disã (36.21). Os que terminam em -ān no aramaico, árabe ou acadiano em geral aparecem como -ôn (segundo a assim chamada mudança cananéia, que tendia a arredondar um a- longo mudando-o para ô, no hebraico e nos demais dialetos cananeus). Parece que Seir teria tido grande apreciação por esse padrão de nomes próprios, pois o usou para dar nome a dois filhos, havendo uma pequena diferença entre eles apenas na vogal final.

Fonte: Enciclopédia de Temas Bíblicos

Respostas às principais dúvidas, dificuldades e “contradições” da bíblia

Gleason Archer

Editora : Vida – pgs: 88-89

Aprenda mais sobre as ferramentas importantes na interpretação e elucidação das Escrituras.

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM  HERMENÊUTICA E EXEGESE!

Que você possa aprimorar essas duas técnicas, e aplicá-las na busca do conhecimento da Palavra, como diz em João 5.39, “Examinai as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;”

.: AGREGUE CONHECIMENTO E COMENTE ABAIXO .: