Salmo 120 – A Viagem dos Peregrinos

O Salmo 120 começa com uma nova coleção que se estende até o Salmo 134. Cada peça lírica deste grupo foi nomeada com um termo variadamente traduzido por “Cântico dos Degraus” (E.R.A. e E.R.C.), “Cântico da Ascensão” (ASV) e “Cântico de Romagem”. Diversas teorias quanto ao significado do termo relacionam-no com o retorno da Babilônia, os quinze degraus do pátio das mulheres para o pátio dos homens, o paralelismo climático destes poemas e as viagens dos peregrinos. A teoria mais aceitável é que esta coleção surgiu como um hinário dos peregrinos que subiam ao Templo nas grandes festas. O fato de que o Salmo 120, 124, 125, 130 e 131 não estão explicitamente relacionados como uma peregrinação aponta para sua incorporação na coleção a partir de outras fontes. A maior parte destes salmos encaixam se no padrão de vida da sociedade pós-exílica, embora alguns possam ter tido uma origem pré-exílica.

1, 2. Um Grito por Livramento. Senhor, livra-me. O salmista se encontra na angustiosa situação de alguém que tem de se associar com homens dados à falsidade. Seu pedido de livramento baseia-se sobre a ajuda que Deus lhe concedeu no passado em períodos semelhantes. Muitos acham que há aqui uma referência à oposição difamatória de Sambalá e Tobias contra Neemias quando reconstruía os muros de Jerusalém (Ne. 4; 6).

3,4. Um Pedido de Retribuição. Que te será dado? A língua enganadora e seu dono são destacados para o juízo. A resposta à pergunta retórica baseia-se na natureza da ofensa alegada. Flechas afiadas e brasas vivas serão retribuição adequada.

5-7. Uma Lamentação pela Paz. Ai de mim . . . Sou pela paz. A lamentação básica do poeta é que ele acha necessário peregrinar entre os inimigos sedentos de sangue e bárbaros. Meseque, na Ásia Menor, e Quedar, no deserto árabe setentrional, ao sul de Damasco, foram usados simbolicamente para representar poderes bárbaros.

Fonte Consultada:

Salmos (Comentário Bíblico Moody)

Pags: 129


Chegou a sua vez de se tornar um expert em Teologia!

Curso Master em Teologia Avançada

O Curso Master em Teologia Avançada da Universalidade da Bíblia prepara professores de formação humanística, técnica e científica compatível com a realidade eclesiástica brasileira e global em seus aspectos religiosos, sociais e culturais.

Com capacidade para, em contínuo desenvolvimento profissional tomar decisões, administrar, liderar e empreender com expressiva competência e atuar interdisciplinarmente no exercício do ministério docente em igrejas, seminários, institutos teológicos, faculdades e outras instituições de ensino religioso.

Objetivo do Curso
O programa do Curso Master em Teologia Avançada da Universalidade da Bíblia visa o desenvolvimento da capacidade de pesquisa e poder criativo no campo teológico, filosófico e social, assim como a formação de docentes, com a capacidade para a compreensão dos grandes temas e problemas teológicos-filosóficos da atualidade, bem como para a análise e reflexão crítica da realidade social local, regional e nacional.

Público Alvo
Líderes, Pastores, Missionários, Diáconos, Professores de Escolas Dominical, Membros de Igrejas, Estudantes e Profissionais de Psicanálise, Psicologia, Antropologia, Direito, História, Filosofia; ou seja, todos os que pretendem liderar, ministrar em convenções e conselhos de pastores, seminários teológicos, institutos teológicos, fazer missões, lecionar, escrever livros, apostilas, revistas da escola dominical, ministrar estudos bíblicos, seminários, conferências, palestras; e se aprofundar expressivamente no conhecimento, Teológico, Linguístico, Filosófico, Bíblico, Ministerial e Exegético.

.: AGREGUE CONHECIMENTO E COMENTE ABAIXO .: