Como a vida doméstica e a geografia influem na interpretação das passagens bíblicas

Vida doméstica

1. Qual é o significado de Oséias 7.8: “Efraim […] é um pão que não foi virado”? Às vezes, um pão assa mais de um lado que de outro se não for virado. Parece que Oséias empregou essa ilustração para dizer que Efraim carecia de equilíbrio, dando mais atenção a determinadas coisas e deixando de atentar para outras.

2. Não foi falta de educação João encostar-se em Jesus na última ceia (Jo 13.23)? Não, eles se sentavam em sofás, não em cadeiras, na hora das refeições; por isso, naquela cultura, não era considerado falta de educação uma pessoa recostar-se em outra.

3. Por que Tiago disse que se ungissem os enfermos com óleo (Tg 5.14)? Existem dois verbos gregos com o sentido de esfregar, ou ungir. O primeiro é chriõ, que significa ungir num ritual. Não foi esse o termo que Tiago usou. O verbo em Tiago 5.14 é aleiphõ, cujo significado é esfregar com óleo. Assim sendo, Tiago não estava referindo-se a um ritual. Pelo contrário, ele falava de uma atitude refrescante e estimulante para com as pessoas doentes ou deprimidas. {Aleiphõ também é empregado em Mateus 6.17 com o sentido de passar óleo na própria cabeça [para refrescar-se], e em Lucas 7.46 em referência ao fato de a pecadora ter esfregado perfume nos pés de Jesus.)

4. Por que, em Lucas 9.59, o homem disse que queria enterrar o pai antes de seguir Jesus? Ele não quis dizer que o pai tinha acabado de morrer, mas que se sentia obrigado a esperar o pai morrer, mesmo que levasse vários anos, provavelmente, para receber a herança. Isso explica sua relutância em seguir Jesus.

5. Por que motivo Jó perguntou: “Por que houve regaço que me acolhesse?” (Jó 3.12)? Uma criança recém-nascida era colocada sobre os joelhos do avô, simbolizando que ela era sua descendente (Gn 48.12; 50.23). Afundado em tristeza, Jó estava questionando por que tinha nascido.

 6. Por que as cinco virgens foram tolas por não terem levado azeite de reserva (Mt 25.1-13)? O motivo é que uma cerimônia de casamento podia durar até três horas e, assim, o azeite das lamparinas poderia acabar. As cinco virgens prudentes, por sua vez, “ … além das lâmpadas, levaram azeite nas vasilhas” (v. 4), mostrando dessa forma que estavam preparadas.

 7. Por que o Senhor falou da erva que é lançada no fogo (Mt 6.30)? Os fornos de barro, onde se assavam pães finos parecidos com panquecas, eram aquecidos pela queima do capim.

Geografia

1. Por que Jesus teve de “atravessar a província de Samaria” (Jo 4.4)? Visto que os judeus não se davam com os samaritanos (v. 9), eles costumavam passar ao largo de Samaria quando iam da Judéia, no sul, para o norte. Os viajantes seguiam por uma estrada próxima do rio Jordão ou do mar Mediterrâneo. Mas Jesus atravessou Samaria e foi até Sicar a fim de encontrar-se com a mulher que ele, em sua onisciência, sabia que estaria lá.

2. Por que Davi fugiu para En-Gedi (1 Sm 23.29)? Ele sabia que Saul teria dificuldade de segui-lo até lá, devido ao terreno acidentado do caminho ao sul de Jericó e a oeste do mar Morto. Também havia cavernas ali, o que tomaria ainda mais difícil que Saul o encontrasse. Além disso, existia uma cachoeira refrescante lá. A lógica desses fatores explica porque Davi fugiu para En-Gedi.

3. Por que a carta para a igreja de Laodicéia, em Apocalipse 3.16, dizia que os membros daquela igreja eram “mornos”, nem “quentes” nem “ frios”? Essa afirmação reflete o fato de que aquela congregação local era como a água da cidade, em termos espirituais. A água percorria em dutos os quase 10 km de Hierápolis a Laodicéia. Ela saía quente das termas de Híerápolis, obviamente, mas quando chegava a Laodicéia já estava morna.

4. Por que Jesus falou de um homem que “desceu” de Jerusalém para Jericó, se esta cidade fica a nordeste daquela (Lc 10.30)? Jericó está situada a mais de 600 m abaixo do nível de Jerusalém, estando a uma distância de cerca de 22 km desta. É óbvio que o percurso de Jerusalém para Jericó era uma descida.

Fonte: A interpretação Bíblica – Meios de descobrir a verdade da Bíblia.Roy B. Zuck

Tradução de Cesar de E A. Bueno Vieira

edições vida nova.

Pags:  100- 101


Aprenda mais sobre as ferramentas importantes na interpretação e elucidação das Escrituras.

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM  HERMENÊUTICA E EXEGESE!

Que você possa aprimorar essas duas técnicas, e aplicá-las na busca do conhecimento da Palavra, como diz em João 5.39, “Examinai as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;”

.: AGREGUE CONHECIMENTO E COMENTE ABAIXO .: